sábado, 17 de outubro de 2009

VIOLÊNCIA EM MARINGÁ

Um homem de 40 anos foi detido pela Polícia Militar (PM) de Maringá na noite de quarta-feira (14) e encaminhado à 9ª Subdivisão Policial (SDP). A acusação: estupro. Vítima: sua própria esposa, uma dona de casa de 44 anos de idade. Apesar de confirmar o crime e apresentar lesões em várias partes do corpo, a vítima – que reside no Jardim América – zona norte da cidade – se recusou a representar criminalmente contra o marido que, segundo ela, seria usuário de crack.
Para tentar justificar sua recusa em denunciar o marido, a mulher explicou a filha, de 13 anos, teria ficado inconformada com as agressões e acionado a PM sem seu conhecimento. O homem, que forçou a esposa a praticar sexo anal e confirmou ter consumido crack antes do crime, alegou não se lembrar de ter agredido e estuprado a esposa. Ele disse que dormia profundamente quando a PM entrou na casa (com autorização da esposa) e o prendeu.
A recusa da vítima não impediu a Polícia Civil de instaurar inquérito e encaminhar o procedimento para a Delegacia de Proteção à Mulher (DPM). O delegado chefe da 9ª SDP, Márcio Vinícius Amaro, explicou que a vítima terá um prazo de seis meses para ingressar com a representação. Vencido o prazo, o inquérito será remetido à Justiça.