quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

COMO AGIR PARA SER UM BOM VEREADOR

Um bom vereador é aquele que age como representante do povo e apresenta boas propostas para melhorar a vida no município. Um bom vereador não usa o seu mandato para uso fruto em benefício próprio. Ele pensa sempre no interesse de todos e trabalha ouvindo a população, seja na elaboração de leis melhores, seja na fiscalização da ação do governo municipal.

Creio que os cidadãos Sarandienses cobram e esperam esse posicionamento da Câmara de vereadores.

O vereador não pode tomar posições apenas para obter benefícios próprios. Para ser um bom representante do povo, o vereador deve apoiar as propostas corretas e também combater as coisas que estão erradas.

Por isso, o combate à desonestidade nas administrações públicas deve estar constantemente na pauta das pessoas que se preocupam com o desenvolvimento social e sonham com um município melhor para seus filhos e netos.

Os que compartilham da corrupção, ativa ou passivamente, e os que dela tiram algum tipo de proveito, devem ser responsabilizados, não só em termos civis e criminais, mas também eticamente, pois os que a praticam de uma forma ou de outra fazem com que seja aceita como fato natural no dia-a-dia da vida pública e admitida à corrupção como algo normal no cotidiano da sociedade.

É inaceitável que a corrupção possa ter espaço na vida dos Sarandienses, pois o combate às numerosas modalidades de desvio de recursos públicos deve, portanto, constituir-se em compromisso de todos os cidadãos e principalmente de vereadores compromissados com a ética e moralidade.

O QUE TÁ RUIM, VAI FICAR PIOR

De acordo com informações, a administração  municipal de Sarandi, irá fazer algumas nomeações nos cargos de confiança, que é para deixar qualquer um abismado.

Pelo jeito o que ta ruim, vai ficar pior! Realmente estão brincando de administrar.

LEIAM COM ATENÇÃO ESTE ARTIGO

Chegou a vez do povo... e a vez do povo?

O processo eleitoral de Sarandi, em 2008, principalmente, a campanha de rua foi marcada pelo contraste das bandeiras de cores brancas, azuis, verdes e vermelhas e pelas canções temáticas das coligações. Os militantes da coligação vencedora, diariamente, percorriam as principais ruas da cidade com bandeiras brancas portadoras do sentido de paz para a cidade e para seus moradores. A marcha era embalada pelo som da canção “Chegou a vez do povo... Chegou a vez do povo...” Canção que rapidamente foi assimilada e cantada por grande parte da população. Era o povo envolvido emocionalmente no processo eleitoral.



Porém, os estrategistas, candidatos e militantes esqueceram-se de que a canção "Chegou a vez do povo... Chegou a vez do povo..." calcada no imaginário popular produziu sentidos extraordinários. Entre eles, destacamos: o atendimento à saúde do povo será melhor, os serviços de educação e assistência social serão melhores, o asfalto vai ser levado para todos, enfim, o povo de Sarandi será prioridade absoluta no período de 2009-2012.



Essas esperanças produzidas, sob a emoção do período eleitoral de Sarandi, em 2008, pelo sentido da cor branca das bandeiras e pela canção "Chegou a vez do povo... Chegou a vez do povo..." logo foram dissipadas no primeiro ano da atual administração, pois assistimos ao desmonte das políticas públicas de educação, saúde, assistência social produzidas no período anterior.



Constatamos, nesse momento, pessoas sem atendimento à saúde, a falta dos agentes de saúde, a ameaça de uma epidemia de dengue, a falta de medicamentos nos postos de saúde, o fechamento da farmácia popular, a falta de atendimento na Clínica Odontológica, a interrupção dos programas do fundo rotativo das escolas, do uniforme escolar, do Mês do Livro e da Leitura, dos Ambientes Educativos de Informática, do curso pré-vestibular comunitário etc.



E, lamentavelmente, nesse momento, tomamos conhecimento das denúncias de atos de corrupção praticados no bojo da administração municipal. Segundo as informações, essa administração é alvo de mais de quarenta inquéritos e da investigação da Câmara de Vereadores, por meio de uma Comissão Processante o que poderá, caso sejam comprovadas as denúncias, resultar na cassação do mandato do prefeito.



Cabe-nos, então, aguardar, confiantemente, a averiguação dos fatos pelo Ministério Público e pela Câmara de Vereadores e, como já se disse, anteriormente, se as denúncias forem comprovadas, a punição dos culpados, pois é inadmissível que numa cidade em que grande parte da população necessita, essencialmente, dos serviços públicos, para a produção da vida a corrupção seja permitida.



E ao povo que acreditou nas promessas de campanha, agora, sem o calor da emoção, produzido no período eleitoral de 2008, resta-lhe juntar-se aos indignados com as denúncias, retomar as bandeiras e a canção "Chegou a vez do povo... Chegou a vez do povo...", ampliando os seus versos, pois Chegou a vez do povo de dizer não à corrupção. Chegou a vez de o povo dizer aos governantes, aos representantes do povo na Câmara de Vereadores e às autoridades do poder Judiciário para que zelem dos recursos do poder público municipal, para que os sarandienses continuem tendo acesso aos serviços de saúde, educação e assistência social, entre outros.



Autor:

Professor José Luiz de Araújo

Mestre em Letras

UEM

TREM PÉ VERMELHO

Seis meses é o prazo para que o grupo que coordena os estudos para apresentar o plano de viabilidade técnica de implantação do trem pé vermelho, que irá ligar as cidades de Maringá e Londrina.

Conforme o presidente da Ferroeste, Samuel Gomes, que é coordenador do grupo paranaense, a data para apresentação do plano foi fixada em 11 de julho. Nesse período serão realizadas pesquisas de campo, planos de trabalho, reuniões com autoridades das regiões e designações de tarefas. “Devemos fazer uma reunião antes do carnaval em Londrina ou Maringá com a equipe coordenadora e também membros das prefeituras, polícias e outros órgãos do estado.

PARA REFLETIR

Algumas perguntas que estão sem respostas, no cenário político da cidade de Sarandi.


Por que algumas lideranças políticas insistem em fechar os olhos em relação aos fatos desta administração?

Por que estes que anseiam em ser prefeito desta cidade, querem abafar as falcatruas, desmandos, e a permanência dos atos inescrupulosos nesta administração?

A verdade é uma só, esses políticos que tem o pensamento do quanto pior melhor, são tão sem caráter com pré-disposição a corrupção quanto os que ai estão.


Quem compactua com o erro, sem sombra de dúvidas agira com as mesmas práticas quando chegar ao poder.

MUITA GENTE RECEBENDO AMEAÇAS DE MORTE

Segundo informações, as ameaças de morte se tornaram mais contundentes para muitas pessoas, envolvidas neste imbrólio todo que envolve a administração de Sarandi


Algumas das pessoas que receberam ameaças: Vereador Bianco relator da comissão processante, Luiz Carlos Aguiar, presidente da comissão, o bloguista sonâmbulo e a outra pessoa é o ex-chefe de gabinete da prefeitura Ailson Donizete de Carvalho, que fez denúncias contundentes nos microfones da Rádio Bnada 1Am.


Tanto que Ailson esteve na delegacia de polícia na tarde desta quarta-feira (27), registrando um boletim sobre uma ameaça de morte, que ele recebeu ontem a tarde quando estava nas dependências da Câmara de vereadores.


Infelizmente é o preço que se paga, quando se fala a verdade, pois diz um ditado a verdade dói.