segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Ladrões roubam carro com bebê na cadeirinha

Ladrões roubaram um carro em Medianeira, no oeste do Paraná, e levaram, além do veículo, o bebê de um ano que estava na cadeirinha. O desespero dos pais durou cerca de três horas, quando a criança foi encontrada abandonada em uma praça, chorando muito.

A família tinha ido fazer compras no Paraguai e voltava para Medianeira, mas no trevi de entrada da cidade, foram abordados por homens armados em outro veículo. Os pais chegaram a pedir para retirar a criança, mas os bandidos fugiram com o bebê dentro do carro. A polícia foi chamada e uma hora mais tarde o carro foi encontrado, sem as mercadorias e o menino, que foi encontrado pouco mais tarde.

Nenhum assaltante foi localizado pela polícia até o momento.

Fraude

DPVAT: agentes funerários são detidos em flagrante

Dois agentes funerários de empresas diferentes foram detidos neste final de semana tentando induzir famílias de vítimas de acidente de trânsito a assinarem uma procuração que os autorizassem a sacar o seguro DPVAT – Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre.

Após um acidente de trânsito que culminou na morte de uma pessoa em Curitiba, dois indivíduos se passando por policiais civis entraram em contato com a família para alertar sobre o direito em receber o seguro obrigatório. O golpe seria ‘trocar’ o valor do sepultamento pelo do seguro.

Geralmente, o gasto do funeral fica em torno de R$ 3 mil, enquanto o valor do seguro chega a quantia de quase R$ 14 mil. A dupla embolsaria o restante.

De acordo com informações da Banda B, os dois supeitos foram interrogados, porém liberados pela falta de materialização de provas.


Erro Médico

Bebê morre após ser ferido por bisturi no parto

Um bebê morreu após ter sido ferido por um bisturi na hora do parto, no Hospital Municipal do Campo Limpo (zona sul de São Paulo). O corpo do bebê tinha hematomas e um corte profundo nas costas, segundo a Polícia Militar.

A PM foi chamada ao hospital por causa de uma discussão entre familiares da gestante e funcionários. O policial que atendeu o caso relatou à Polícia Civil que o hospital não deixou nem ele nem a família terem acesso ao corpo da criança.

De acordo com informações da Polícia Civil, a chefia de ginecologia e obstetrícia do hospital informou que o corte foi resultado da incisão na barriga da mãe, uma adolescente de 14 anos que foi submetida à cesariana.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que lamenta a morte do bebê e que abriu uma comissão preliminar de apuração para investigar o caso. A nota também afirma que a direção do hospital está prestando suporte à família e se encontra à disposição da polícia para qualquer esclarecimento.

Falta de água

Autarquia Águas de Sarandi pede a população Sarandiense que economize água

A autarquia águas de Sarandi, esta pedindo a população Sarandiense, que façam uso de água racionalmente, devido a estiagem.

O problema, de acordo com a autarquia é que muitos poços estão com o nível de água bastante baixos devido a falta de chuvas.

A autarquia lembra ainda,  que se não houver colaboração por parte dos munícipes, a situação poderá se agravar ainda mais, e pede a compreensão de todos para que economize água.
Adolescente é pego transportando maconha  em ônibus


Um adolescente de 17 anos foi apreendido no fim da manhã deste domingo (29), na PR-323, entre Cianorte e Tapejara, transportando quase 5 quilos de maconha. Inicialmente ele negou que fosse o dono da droga, mas depois declarou que iria vender a maconha em Cianorte.

A apreensão do entorpecente e do menor ocorreu por fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Estadual na estrada. A maconha estava embalada em 9 tabletes e escondida dentro de uma bolsa, no interior do Expresso Maringá. O rapaz viajava sozinho e foi encaminhado para o Conselho Tutelar de Cianorte.
Rebelião de presos provoca destruição em cadeia


Presos da Cadeia de Ivaiporã, no Noroeste do Paraná, realizaram uma rebelião, na noite de domingo (29). De acordo com a Polícia Civil, o motim só foi controlado seis horas depois, por cerca de 70 policiais, dos quais 51 eram militares dos postos de Ivaiporã, Apucarana e Londrina.

O investigador Aécio Silveira, da Polícia Civil, afirma que os presos quebraram praticamente toda a carceragem da cadeia. "Eles quebraram portas, grades e parte das instalações elétrica e hidráulica", conta.

Na manhã desta segunda-feira (30), os presos estavam no pátio da cadeia, vigiados pelos policiais que ajudaram a conter o movimento.

A cadeia tinha capacidade para 45 presos, mas abrigava pouco mais de 160. Segundo a Silveira, como a carceragem foi destruída, vários deles deverão ser transferidos para outras unidades. "Eles [os presos] só deverão voltar depois que todos os estragos forem consertados", diz.

Durante a rebelião, dois presos ficaram feridos, porque foram feitos reféns. Um deles teve um corte na cabeça e o outro teve parte da orelha cortada.






Policial civil pede sexo oral como propina no Rio de Janeiro

O policial civil W., lotado na 39ª DP (Pavuna), é suspeito de ter pedido "propina" inusitada, dentro da delegacia em que trabalha, a uma mulher acusada de furto. A estudante de Direito J.M.S., 34 anos, gravou com aparelho de MP4 a conversa, em que W. teria pedido que ela fizesse sexo oral em troca do arquivamento o caso.

Revoltada e humilhada, J. entregou a gravação à Corregedoria de Polícia Civil, onde foi aberto procedimento para investigar a conduta do policial, que está afastado do serviço. A gravação está sendo periciada para comprovar se a voz é do policial. A vítima, J., responde a mais de 20 procedimentos na polícia.

Junto com o pai, J. foi acusada, em maio, de ter furtado alguns objetos da casa de seu irmão, um PM do Batalhão de Operações Especiais assassinado em dezembro no Morro do Chaves. O furto teria ocorrido após a morte do rapaz, e a denúncia foi feita pela viúva. J. e o pai acabaram indiciados na 39ª DP, onde compareceram três vezes. Em todas as ocasiões, a mulher teria levado "cantadas" do policial.

"Me senti o pior dos seres humanos. Fui humilhada por um homem que sabia do meu sofrimento pela morte do meu irmão. Fazer uma proposta dessas dentro de uma delegacia! É revoltante!", disse a vítima. Segundo J., o policial argumentara que ela gastaria cerca de R$ 3 mil com um advogado. Para convencê-la a praticar o ato, W. revelou que sexo oral era o seu ponto fraco.

Segundo o diretor do Departamento de Polícia da Capital, Ronaldo Oliveira, o inquérito na Corregedoria ainda está em fase de apuração. "Caso fique comprovada a participação desse policial, poderá ser demitido ou sofrer sanções", disse.

Proposta indecorosa
Após prestar depoimento, a estudante de Direito J.M.S. fica sozinha com o policial W. numa sala da 39ª DP (Pavuna). A partir desse momento, o agente inicia o assédio. Abaixo a transcrição do áudio.

POLICIAL: Então, eu mereço ou não mereço?
J.M.S: Merece o quê?
POLICIAL: Você sabe... Eu mereço ou não? Olha a defesa que fiz pra você.
J.M.S: Merece o quê?
POLICIAL: Um b... (sexo oral)
J.M.S: Como você pode ter coragem de fazer isso no seu local de trabalho?
POLICIAL: Qual é o problema?
J.M.S: Não sei como você pode ter coragem!
POLICIAL: A porta está trancada. Não tem qualquer problema. Nessa sala só estamos eu e você. Ninguém vai entrar.

Fonte: O Dia Online

Eleições 2010

Suplentes podem ser um terço do Senado após eleições

Símbolo da falta de prestígio e força do Congresso no governo Lula, a bancada de suplentes deverá crescer no Senado --justamente a Casa que é considerada prioritária por governistas e oposicionistas nestas eleições.

Sete senadores no meio do mandato que concorrem a governador aparecem à frente nas pesquisas. Se somados aos nomes que são cotados para assumir cargos no Executivo a partir de 2011 e àqueles que já anunciaram interesse de disputar as eleições 2012 e 2014, os "sem-voto" poderão chegar a 25 (quase um terço dos 81 senadores).

A atual legislatura foi marcada pelo número recorde de suplentes --20, maior que a bancada do PMDB. Hoje, são 16 --todos encerram seus mandatos neste ano.

Esses "reservas" foram colocados em cargos estratégicos em CPIs e comissões, como as de Agricultura e de Ciência e Tecnologia, e protagonizaram cenas que ajudaram o Senado a mergulhar numa crise em 2009.

Foi um suplente que o PMDB indicou para comandar o Conselho de Ética quando o presidente da Casa, José Sarney (PMDB), enfrentava sete denúncias por quebra do decoro. Paulo Duque defendeu o colega: "Eu mesmo empreguei mais de 5.000 pessoas nesses anos de vida pública. O empreguismo tem de ser elevado".

Segundo suplente, Duque ganhou quase quatro anos de mandato graças à renúncia de Sérgio Cabral (PMDB), que trocou o Senado pelo governo do Rio de Janeiro.

Outro suplente, João Pedro (PT), foi escolhido para presidir a CPI da Petrobras, fonte potencial de incômodos ao Planalto. Ele não se importou em concluir os trabalhos sem investigar nada.

"A melhor coisa do mundo é ser suplente, é como estar no paraíso", disse Wellington Salgado (PMDB-MG), da tropa de choque governista.

Nestas eleições, tornou-se obrigatório que o titular divulgue no material de campanha os suplentes, que também aparecerão na urna. A novidade fez com que muitos sem-voto saíssem da sombra.

O PT chegou a fazer eleição interna para definir quem ocuparia essas vagas, tradicionalmente destinadas a parentes e financiadores de campanha. Em Pernambuco, Humberto Costa (PT) teve de aceitar como suplente o adversário Joaquim Francisco (PSB), ex-PFL.

O primeiro suplente de Aécio Neves (PSDB-MG), Elmiro Nascimento (DEM) espera assumir o mandato mais adiante. "Daqui a quatro anos, Aécio pode disputar o governo de Minas ou a Presidência." Mas a cadeira pode sobrar para o segundo suplente, Tilden Santiago (PSB), pois Nascimento tende a disputar a Prefeitura de Patos em 2012.
Em setembro, criança só poderá "viajar" em cadeirinha


A partir de setembro, quem transportar crianças de até sete anos e meio de idade sem a cadeirinha de retenção cometerá infração de trânsito gravíssima e estará sujeito a multa de R$ 191,54, além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e ter o veículo apreendido até que a irregularidade seja resolvida.

Em junho de 2008, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a regulamentação sobre o transporte de crianças até dez anos e estipulou prazo de 730 dias para que os condutores se adequassem à legislação. O prazo se encerrou em julho deste ano, mas foi prorrogado até o fim deste mês porque as cadeirinhas estavam em falta no mercado.

A atual regulamentação, assim como a anterior, estipula que as crianças menores de dez anos sejam transportadas no banco traseiro dos veículos, mas prevê a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas de retenção para crianças de até sete anos e meio. Outra novidade, é que a lei determina a utilização de cadeirinhas de acordo com a idade de cada criança.

Por exemplo, as crianças de até um ano de idade deverão ser transportadas no bebê conforto. As que têm entre um e quatro anos em cadeirinhas, que já são normalmente utilizadas, e as de quatro a sete anos e meio de idade deverão ser transportadas em assentos de elevação.

Mega Sena

Mega-Sena pode pagar 3º maior prêmio da história na quarta

A Caixa Econômica Federal (CEF) pode pagar até R$ 70 milhões para o apostador que acertar as seis dezenas do concurso número 1.210 da Mega-Sena, que será sorteado na próxima quarta-feira. Segundo a CEF, o prêmio pode ser o terceiro maior já pago na história da loteria.

O maior valor já pago pela Mega-Sena foi de R$ 144,9 milhões, na Mega da Virada, sorteada em 31 de dezembro de 2009. A segunda colocação ficou com o prêmio sorteado para quatro apostas no concurso nº 1.157, que dividiram R$ 72,7 milhões em 27 de fevereiro.

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso número 1.209, sorteado na noite do último sábado. Confira os números:

05 - 14 - 17 - 30 - 35 - 38

De acordo com a CEF, 251 apostas acertaram cinco números e vão receber R$ 14.955,49 cada uma. Outras 16.146 fizeram a Quadra e ganharão R$ 332,13.

Violência

Menino de 11 anos é violentado e morto a facadas


Populares que andavam perto de uma matagal no Jardim Alegria, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, acharam ontem (29), por volta de meio-dia, o corpo do menino Maurício de Souza, 11 anos.

A criança tinha saído de casa por volta de 8 horas para ir a um supermercado e não voltou mais.

Segundo a polícia, ele foi morto a facadas e apresentava lesões que, de acordo com o Instituto Médico Legal (IML), indicam violência sexual. Ainda não há informações sobre a autoria do homicídio.