sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Orestes Quércia está com câncer na próstata, diz hospital

O Hospital Sírio-Libanês confirmou nesta sexta-feira que o ex-governador de São Paulo e candidato do PMDB ao Senado, Orestes Quércia, 72, está com câncer na próstata. É uma recidiva de um tumor que ele já tratou há mais de dez anos.

Segundo o hospital, o tratamento já foi iniciado e Quércia está "bem, disposto e alimenta-se normalmente". O Sírio-Libanês informa que ele deve ter alta "nos próximos dias".

Por meio de nota divulgada em seu site, Quércia, afirmou que já teve uma "melhora significativa" após ter começado o tratamento e se disse "bastante animado".
O peemedebista garantiu que fez "questão de esclarecer as coisas para não ficar alimentando boatos" e pediu que seus eleitores façam o mesmo.

Na nota, Quércia afirma ainda que mantém a candidatura ao Senado.

"Muito em breve já estarei recuperado. A campanha continua firme e conto com o apoio de todos nesta reta final! Até a vitória!", diz, no comunicado.

Ontem, o Sírio-Libanês não divulgou informações do ex-governador a pedido da família. A própria assessoria de Quércia informava que o candidato fora internado por causa de dores lombares que vinha sentindo como consequência de uma cirurgia feita no começo do ano para retirada de uma hérnia de disco.
Ibope: Dilma lidera com 51% das intenções de voto; Serra obtém 27%

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, lidera a disputa com 51% das intenções de voto, segundo pesquisa do Ibope divulgada na noite desta sexta-feira (3). José Serra, candidato do PSDB, vem em segundo lugar com 27%.

Os índices são os mesmo registrados na última pesquisa realizada pelo instituto e divulgada no fim de agosto. Se a eleição fosse hoje, Dilma venceria no primeiro turno com 59% dos votos válidos.

Marina Silva, do PV, subiu de 7% para 8%. Votos em branco ou nulo atingiram 6%, enquanto os eleitores indecisos somaram 7%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Num eventual segundo turno, a ex-ministra da Casa Civil venceria com a preferência de 55% do eleitorado, contra 33% do ex-governador de São Paulo. Votos em branco ou nulo totalizaram 6%, e indecisos, 5%. Na simulação feita pela sondagem anterior, Dilma tinha 56% e Serra, 32%.

A enquete também apurou a popularidade do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para 77% dos entrevistados, o governo Lula é avaliado como ótimo ou bom, enquanto 18% o consideram regular e 4% ruim ou péssimo.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, e foi realizada entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro. Foram ouvidos 3010 eleitores em 204 municípios de todo o país. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 27597/2010.