terça-feira, 5 de outubro de 2010

Mega- Sena

Mega-Sena tem prêmio recorde de R$ 115 milhões

O concurso 1.220 da Mega-Sena, que será realizado na próxima quarta-feira (6), pode pagar o maior prêmio já registrado nos sorteios regulares dessa modalidade de loteria. O valor previsto é de R$ 115 milhões, resultado de oito sorteios sem vencedor na faixa principal (6 dezenas) e mais um valor adicional de R$ 18 milhões acumulado para o concurso de final zero, além das apostas da própria extração.

O sorteio acontecerá na cidade de Catalão (GO), às 21h30, com transmissão ao vivo pela TV Band. As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 17h30 da quarta-feira (6) em qualquer uma das lotéricas de Campo Mourão. O preço mínimo para concorrer é de R$ 2,00.

O prêmio acumulado da Mega-Sena, se fosse todo convertido em notas de R$ 100, pesaria um pouco mais de uma tonelada (1.030kg). Com os R$ 115 milhões aplicados na poupança, por exemplo, seria possível conseguir uma renda mensal de aproximadamente R$ 700 mil. O prêmio seria suficiente, ainda, para comprar uma frota de 4,6 mil carros populares ou 23 mil motocicletas de 125cc.

Mas se o eventual ganhador quiser mesmo é viver com luxo, comprometendo menos de 10% do prêmio, ele poderia comprar uma Ferrari 612 Scaglietti, com preço de venda no Brasil em torno de R$ 2,5 milhões e um apartamento de luxo com cerca de 1.000 m2 em qualquer capital do país.

Violência

Campo Mourão tem média de mais de um homicídio por semana

Com 42 homicídios registrados nas primeiras 40 semanas do ano, Campo Mourão vem se transformando em um dos municípios mais violentos do Brasil, e deve fechar o ano próximo à média do Estado de Alagoas, que é de 59,5 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. A média nacional é de 25,4 homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes.

Fazendo uma comparação com o número de habitantes, o volume de homicídios registrados em Campo Mourão é como se Goioerê tivesse registrado de janeiro a outubro um total de 15 homicídios (foram quatro).

Segundo autoridades policiais, a maior parte dos homicídios envolvem pessoas ligadas ao tráfico e consumo de drogas, mesmo assim a quantidade de homicídios já está fazendo com que as pessoas tenham medo de ir a Campo Mourão e muitas famílias estão deixando a cidade, sendo que em Goioerê mesmo é possível encontrar famílias que vieram de Campo Mourão, fugindo da violência.

O último homicídio, o de número 32, foi registrado por volta da uma hora da madrugada de segunda-feira, 4, na região central da cidade, onde Marcelo Valarini, 25, foi morto com tiros na cabeça e no tórax. O assassino teria fugido em um veículo Golf, de cor preta.

Eleições 2010

Dilma arma ofensiva em busca do voto de cristãos

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, vai se aproximar mais dos cristãos no segundo turno da disputa ao Palácio do Planalto, visitando igrejas e templos evangélicos, e partirá para o confronto político com o adversário do PSDB, José Serra, auxiliada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A nova estratégia, aprovada por Lula, foi acertada ontem em reunião da candidata do PT à Presidência com coordenadores de sua campanha.

Mais tarde, Dilma se reuniu com governadores e senadores eleitos da base aliada em um hotel de Brasília. Foi um ato para mostrar unidade em torno de sua campanha.

Violência

Assassinato em Sarandi

Um homem foi morto em uma emboscada em Sarandi, a 10 quilômetros de Maringá, na noite de segunda-feira (5).

De acordo com a Polícia Militar, Vilson dos Reis Campos, 38 anos, tinha acabado de entrar com o carro na garagem da casa onde mora, no Jardim Paulista, quando um homem que estava escondido disparou vários tiros contra ele. O corpo do motorista, que morreu na hora, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Maringá.

A PM informou que vizinhos chamaram socorro depois de ouvirem os tiros. Alguns deles disseram que o assassino vestia um moletom branco. Até às 8h desta terça-feira (5), ninguém tinha sido preso pelo crime.