sábado, 30 de outubro de 2010

CNT/Sensus: Dilma chega a 57,2% dos votos válidos; Serra tem 42,8%


Pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada neste sábado (30) mostra a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, com 57,2% dos votos válidos contra 42,8% de seu adversário, José Serra (PSDB). No levantamento anterior, divulgado no último dia 27, a candidata petista tinha 58,6% dos votos válidos contra 41,4% de Serra.

Considerando os votos totais, quando são contabilizados os indecisos e os votos brancos e nulos, Dilma soma 50,3% das intenções e Serra, 37,6%. Na pesquisa anterior, a petista somava 51,9% contra 36,7% do tucano.

No novo levantamento, 7,9% dos entrevistados disseram estar indecisos e 4,1% afirmaram votar em branco ou nulo. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), a pesquisa foi realizada entre os dias 28 e 29 de outubro, com 2.000 entrevistados em todo País, e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 25 de outubro de 2010, sob o número 37919/2010.





Ventos de 100 km deixam rastro de destruição em Londrina

O forte vendaval que caiu em Londrina na madrugada deste sábado (30) provocou a queda de várias árvores sobre casas e redes de energia, deixando vários bairros sem luz. Os ventos chegaram a atingir mais de 100 km por hora e o Corpo de Bombeiros começou a ser acionado pela população a partir das 5h45.

A frente fria que chegou ao País hoje causou forte chuva e rajadas de ventos que atingiram a máxima de 101.9 km/h em Londrina, De acordo com a metereologista Sheila Paz, do Instituto Metereológico do Paraná (Simepar), a rajada mais intensa foi registra às 5h. Em Apucarana, os ventos chegaram a 102,2 km/h, deixando cerca de 20 casas destelhadas. Na Escala de Beaufort, que quantifica a intensidade dos ventos, temporais com ventos entre 89 km/h e 102 km/h são considerados nuito duros que possuem força para arrancar árvores e danificar estruturas de construções.

De acordo com o sargento Gomes, do Corpo de Bombeiros, a ventania fez um caminho de derrubada de árvores que teve início na zona sul e seguiu até a zona norte. Vários estragos também foram registrados no centro da cidade.



Osmar Dias pede que vice-prefeito de Maringá deixe o PDT

O senador e presidente do PDT no Paraná, Osmar Dias, pediu que o vice-prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin, deixe o partido, durante coletiva de imprensa, realizada no fim da manhã desta sexta-feira (29), em Maringá. Em frente a vários jornalistas, ele se queixou da falta apoio dos correligionários durante a campanha eleitoral, e disse: “Eu faço um convite público para o Pupin deixar o PDT”.

Antes da declaração, ele se disse "decepcionado" com os colegas de partido, em quem identificou falta de empenho durante a campanha dele para o governo do Paraná, que terminou no dia 3 de outubro, com a vitória, no primeiro turno, de Beto Richa (PSDB).

“Se todos tivessem feito aquilo que foi feito em Maringá e região, o resultado seria outro. (...) Foi uma região em que nós vencemos na garra, na guerra, na luta e isso faltou [em outras regiões]. Faltou até em cidades governadas pelo meu PDT. A gente não precisa ir longe, é só andar 100 quilômetros para frente e chega em Londrina” disse, fazendo referência ao prefeito daquela cidade, Barbosa Neto.

Ao ser questionado sobre o comprometimento de Neto, Dias respondeu: “Eu deixo para consciência dele. Não vou fazer avaliação sobre o Barbosa Neto. Ele já foi malcriado comigo na imprensa e eu já passei do tempo de responder mal criação de meninos”.

Ele também criticou os deputados do partido que disseram que não farão oposição ao governo de Richa. Entre estes, no entanto, preferiu não citou nomes.