Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 27, 2010
OCORRÊNCIAS ATENDIDAS NA ÁREA DA 1ª CIA / CAMPO MOURÃO


APREENSÃO POR TRÁFICO E PRISAO POR FORNECER BEBIDA ALCOOLICA A MENOR.
As 20h40min, a Policia Militar durante patrulhamento pela Rua Curitiba, no Jd John Kennedy realizou abordagem a alguns suspeitos sendo que um dos indivíduos correu para os fundos da casa e que após ser abordado constatou-se tratar de um adolescente de 16 anos e que durante a revista pessoal foi localizado em seu bolso 12 pedras de Crack e uma pequena quantia em dinheiro que no local foi abordado também outro adolescente de 15 anos, e na residência o morador I.S.A de 67 anos e seu filho C.F.A de 32 anos, estavam ingerindo bebida alcoólica e fornecendo bebidas aos menores, que diante do fatos, os menores, juntamente com os moradores foram encaminhados a 16ª SDP para os procedimentos de praxe. BOU 717974

FURTO A RESIDENCIA.
Por volta das 23h30min, a Policia Militar foi solicitada a comparecer na Rua Jose Pedroso Fabri no Jd Acácias, onde a vitima M.J.S.C de 26 anos…
Mulher dada como morta acorda dentro do caixão

Uma mulher de 88 anos acordou dentro de um caixão em uma funerária de Ipatinga (MG), depois de ser dada como morta pela equipe do Hospital Municipal da cidade. Maria das Dores da Conceição havia sido internada na terça-feira, se queixando de dores.
No fim da tarde de quarta-feira, a paciente foi considerada morta. O hospital expediu o atestado de óbito e encaminhou a mulher para a funerária. Ela foi colocada em um caixão e, quando os funcionários começariam a preparar o corpo, Maria das Dores se mexeu e eles perceberam que ela ainda tinha sinais vitais. Portadora de Alzheimer, hipertensão arterial e doença vascular obstrutiva, a idosa foi encaminhada novamente para o hospital, ainda no caixão. Ela voltou a ser internada.
A Polícia Civil mineira abriu investigação para apurar como Maria das Dores recebeu atestado de óbito ainda viva. Ninguém foi encontrado no hospital nem na prefeitura de Ipatinga para comentar o caso.
Chuva alaga casas no Jardim Independência em Sarandi

A forte chuva que caiu em Sarandi na tarde de sexta-feira (24) alagou casas, ruas e terrenos, estragando a celebração de Natal de muitas famílias do município. Os estragos se concentraram no bairro Jardim Independência.
O temporal, que durou cerca de 15 minutos, conforme relato dos moradores, alagou casas, ruas e terrenos. Na manhã de sábado (25), os estragos ainda eram visíveis, com muita lama nos quintais.
Em uma das casas do Jardim Independência, os moradores tiveram de quebrar um muro para que a água, que atingiu o terreno onde fica a residência, pudesse escorrer, permitindo a limpeza.
Bebê é encontrado em saco plástico



Um recém-nascido foi encontrado no quintal de uma casa na periferia de Belém (PA), no dia de Natal (25). A criança estava num saco plástico e pode ter sido jogada por cima de um muro de quase dois metros de altura.
O choro da criança chamou a atenção de um homem, que chamou o serviço de emergência. O bebê ainda tinha o cordão umbilical e apresentava ferimentos no rosto e numa das pernas.
A criança foi internada na Santa Casa do Pará e passa bem.
A mãe da criança, que tem 20 anos, vai passar exames clínicos e psicológicos.
Grávida recebe resultado errado de teste de HIV

O laboratório que faz exame de HIV tem a obrigação de informar o paciente que o resultado só será confirmado com um segundo teste. A decisão é da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que condenou o Laboratório Diagnósticos a pagar indenização por dano moral de R$ 15 mil a uma grávida por troca de exame.
De acordo com a relatora do caso, desembargadora Marilene Bonzanini Bernardi, a Portaria 488/98 do Ministério da Saúde trata da possibilidade de ocorrência de resultados falso-positivos ou falso-negativos nos testes de detecção de anticorpos anti-HIV.
Os artigos 4º e 5º da norma afirmam que o diagnóstico somente poderá ser confirmado após a análise de, no mínimo, duas amostras de sangue coletadas em momentos diferentes, sendo que o segundo teste é incumbência do laboratório que fez o primeiro.
No laudo do exame entregue pelo Laboratório Diagnósticos, porém, consta apenas que o resultado não era definitivo e que o m…

Vergonha

Sem trabalho, suplente custará até R$ 114 mil à Câmara

Por um mês sem trabalho, um grupo de suplentes de deputado federal terá o que comemorar. Na reta final do mandato, pelo menos 12 suplentes terão direito de assumir o cargo, receber o salário de janeiro, usar verba indenizatória, contratar assessores sem concurso público e usufruir de auxílio moradia. Um detalhe: nenhum precisará trabalhar.

Na ponta do lápis, haverá um gasto de R$ 103 mil a R$ 114 mil com as "férias" de cada um dos suplentes se eles usarem todo o pacote de benefícios a que têm direito. Desde quinta-feira, a Câmara está em recesso, voltando no dia 1º de fevereiro já com a posse dos deputados eleitos em outubro passado.
Mesmo no recesso, os suplentes poderão assumir as vagas que serão abertas com a renúncia de deputados eleitos vice-governadores ou licenciados que assumirão cargos no ministério de Dilma Rousseff ou secretarias de governos nos Estados, além da vaga que será deixada pelo deputado Michel Temer …