Ex-mulher teria mandado matar presidente do PTN

Alessandra de Fátima Siqueira Cordeiro foi presa nesta terça-feira (15), durante operação Viuva Negra, deflagrada pelo Gaeco. Ela é a ex-mulher do líder comunitário e então presidente do Partido Trabalhista Nacional (PTN) de Piraquara, Darci Cordeiro Sobrinho. Ele foi morto a tiros em novembro do ano passado em frente a um bar no Jardim Holandês, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo apurado pelo Núcleo de Curitiba do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público do Paraná, a viúva e o amante, Jefferson Pacheco, que também foi preso, seriam os mandantes do crime.

De acordo com as investigações, a ex-mulher e o amante teriam contratado outras pessoas para executarem o líder comunitário. A morte teria custado R$ 6 mil. O GAECO informa que essas pessoas ainda não foram identificadas e que as investigações prosseguem nesse sentido. As prisões preventivas de Alessandra e Jefferson foram expedidas pelo Juízo Criminal de Piraquara.

Na casa de Jefferson foi apreendido o veículo usado pelos criminosos. O filho de Alessandra também foi detido, por posse ilegal de arma, mas não há indicativos de que tenha participação no homicídio.

Comentários

As mais visitadas

Jovem morre ao ser atingido por raio

Estudante é levado à delegacia por ato obsceno dentro de biblioteca de universidade, em Maringá

CRM-PR retira indicativo de interdição ética da UPA de Sarandi