Peemedebista chama Pessuti de 'traidor' e 'cara de pau'

O ex-governador do Paraná, Orlando Pessuti (PMDB) foi chamado de 'traidor' e 'cara de pau' pelo presidente do diretório municipal do partido em Curitiba, Doático Santos. O motivo é o pedido do ex-governador para que o diretório seja dissolvido até uma nova convenção, marcada para julho.

Segundo Pessuti, o partido não vence uma eleição municipal na capital desde 1985, quando Roberto Requião foi eleito prefeito. Em comunicado no site do PMDB, Doático disse que Pessuti "submeteu o partido a uma vergonha ao trair Requião".

"Tenho certeza absoluta que durante 27 anos mantive uma lealdade ao senador Roberto Requião em todas as suas lutas. Fui o único q aceitei ser vice em 2002 porque ninguém queria ser. Ele transferiu o cargo de governador para mim, tentando desmoralizar minha posse, no dia 1º de abril. Assumi o governo e fiz algumas substituições, ele virou meu inimigo. Eu ajudei ele 27 anos e ele não me ajudou 27 dias", queixou-se o ex-governador em entrevista à rádio CBN Curitiba.

Pessuti aliás, ficou sem o cargo de presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que estava sendo pretendido junto ao governo federal. A presidente Dilma Rousseff nomeou o advogado Evangevaldo Moreira dos Santos, de Goiás, para o cargo. (Fonte: Rádio CBN Curitiba)

Comentários

As mais visitadas

CRM-PR retira indicativo de interdição ética da UPA de Sarandi

PROCON de Sarandi firma parceria com PROCON Maringá

Estudante é levado à delegacia por ato obsceno dentro de biblioteca de universidade, em Maringá