Ação envolvendo 900 pessoas retira famílias de favela em Sarandi

Uma megaoperação que começou na manhã desta segunda-feira (2), no Conjunto Mutirão (considerado uma favela), em Sarandi, retirou as 170 famílias que moram local. Elas se mudaram para o Residencial Mauá, bairro com casas de alvenaria construídas pelo programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Cerca de 900 pessoas entre policiais, bombeiros, assistentes sociais, servidores e voluntários, ajudaram no trabalho de retirada das famílias.

Logo após a retirada da familias, as casas foram domolidas pela prefeitura municipal de Sarandi.

No terreno onde estavam as casas serão, a Prefeitura pretende construir um Hospital Municipal. Além disso, parte do terreno foi doada para a Companhia da Polícia Militar, onde deve ser construída a sede da Polícia Militar de Sarandi.


Fotos: Gauchão


Comentários

As mais visitadas

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Sarandi concorre ao Prêmio Gestor Público Paraná

Sem cueca e usando saia, homem mostra pênis para adolescentes