Cinco são presos por suspeita de desvio de R$ 1 milhão do governo no PR

Cinco pessoas foram presas suspeitas de desviar aproximadamente R$ 1 milhão dos cofres públicos do governo do Paraná. Outras duas estão foragidas. Os mandatos de prisão da Operação Nêmesis foram cumpridos em Curitiba e Pinhais, na região metropolitana, nesta terça-feira (28). Entre os suspeitos, estão advogados, funcionários do poder judiciário e laranjas. Segundo a polícia, a fraude ocorria havia dois anos.

A polícia deteve os advogados Ioneida Ilda Veroneze e Luiz Fernando Cachoeira; o funcionário do Judiciário Douglas Teodoro de Souza; e os laranjas Dejacir dos Santos Rodrigues e Neusa Brocchier Cachoeira. Estão foragidos Luiz Marcelo Seer e o funcionário do judiciário Everson Ricardo Prussak.

Segundo a polícia, os suspeitos aproveitavam os cargos de confiança para se apropriar ilicitamente de recursos públicos. Os advogados falsificavam alvarás de levantamento de valores, o que induzia o juiz ao erro, e, dessa forma, desviavam o dinheiro para a conta dos laranjas. As investigações teriam durado cinco meses.

Além dos mandados de prisão, a operação cumpriu 20 mandados de busca e apreensão. Os suspeitos foram autuados por apropriação indébita, falsificação de documento público, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, estelionato e peculato. Eles foram levados para o Centro de Triagem II, em Piraquara.

A ação, comandada pela Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas, teve o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão ligado ao Ministério Público do Paraná, Delegacia de Furtos e Roubos, Divisão de Crimes contra o Patrimônio, Vara de Inquéritos Policiais e Promotoria de Inquéritos Policiais.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse