quarta-feira, 15 de junho de 2011


CONTORNO NORTE

TCU questiona preço de licitação para obras do Contorno Norte

O Tribunal de Contas da União (TCU) aponta sobrepreço de aproximadamente R$ 10,5 milhões na Concorrência Pública 499/2010, que se refere à segunda etapa das obras do Contorno Norte de Maringá. A obra prevê a duplicação do trecho. Um acórdão foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (15).

No documento, o TCU dá um prazo de 30 dias para que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável pela gestão da obra, faça as correções nos preços do edital com a Construtora Sanches Tripoloni Ltda, vencedora do certame. O contrato ainda não foi assinado com a construtora, o que não configura superfaturamento, conforme o engenheiro do Dnit responsável pelas obras do Contorno Norte, José Carlos Belluzzi de Oliveira.


“Na análise do TCU, alguns serviços ficaram sujeitos a uma adequação de preços. O Tribunal pede que se mudem as composições de preços, porque está diferente do que foi proposto na primeira composição. Vamos ajustar estes valores desde que a empresa ganhadora não se sinta prejudicada. O contrato ainda não foi assinado e, por enquanto, se trata de uma discussão para a composição de preços”, disse Oliveira.

De acordo com o TCU, caso a empresa vencedora da segunda etapa das obras do Contorno Norte não aceite as correções de valores, a diretoria de licitações deve chamar a empresa subsequente do certame, cujo nome não foi informado pelo TCU.

A obra do Contorno Norte está orçada em R$ 143 milhões, provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

Nenhum comentário: