terça-feira, 19 de julho de 2011

Vice-prefeito de Maringá se filia ao PP de olho nas eleições

O vice-prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin, vai se filiar ao Partido Progressista (PP) na próxima segunda-feira (25). Sem partido há três meses, por conta de um desentendimento com o Partido Democrático Trabalhista (PDT), Pupin diz que a decisão de se filiar ao PP partiu pela proximidade com o grupo político que integra a base do partido.

O prefeito de Maringá, Silvio Barros, a deputada Cida Borghetti e o ex-deputado Ricardo Barros fazem parte do futuro partido de Pupin. "Eu sou um pré-candidato [a prefeito nas eleições de 2012]. Temos vários partidos que são da base do governo e temos que discutir o melhor caminho e se sou a melhor opção. Agora o momento é de união em torno de uma candidatura única", afirma o vice-prefeito.

"Há diversas possibilidades entre os grupos políticos. Não posso impor a minha campanha, vamos ter de entrar em consenso", disse Pupin.
As eleições do próximo ano estão previstas para o dia 7 de outubro de 2012. A população vai eleger novos prefeitos e vereadores.

Desgaste na relação com Osmar Dias pode ter sido motivo de desfiliação de PDT
O vice-prefeito de Maringá se desfiliou do PDT em abril deste ano. A relação com o partido estava abalada desde outubro de 2010, quando o então senador Osmar Dias perdeu as eleições para o governo estadual. Na ocasião, Dias disse que houve falta de empenho por parte de Pupin durante a campanha eleitoral.

Pupin afirmou que a desfiliação do partido não tinha relação com o caso e que estaria saindo para concorrer a prefeito.

Nenhum comentário: