TRANSEG muda estacionamento em Sarandi

Já esta em funcionamento em Sarandi as novas regras para o estacionamento na Avenida Rio de Janeiro. A mudança faz parte do projeto do Gabinete de Gestão de Trânsito e Segurança Pública de Sarandi (TRANSEG), em melhorar a mobilidade do trânsito da cidade.

Segundo Paulo de Souza Prado, comandante do TRANSEG, agora não é mais permitido o estacionamento dos dois lados da avenida, só é permitido estacionar do lado direito, no sentido Colombo, Bairro. “As mudanças foram feitas, depois que nós consultamos os moradores e comerciantes. Já sentimos que houve uma melhora significativa neste trecho, estamos orientando os motoristas, que não é mais permitido estacionar dos dois lados da avenida mais a partir dos próximos dias a policia militar vai começar a multar os motoristas que insistirem em estacionar no local”.

Paulo, conta que o sinaleiro que foi instalado nos cruzamento da Avenida Rio de Janeiro com a Ademar Bornia, esta ligado mais ainda apenas a luz de alerta, e que dentro de uma semana ele deve estar funcionando. “Espero que estas medidas resolvam os problemas, definitivamente do trânsito neste local. Vamos mudar também o estacionamento nas Avenidas Montreal e Cuiabá, da mesma maneira que fizemos com a Rio de Janeiro”.

Alem destas mudanças o comandante da TRANSEG também pretende trabalhar na educação dos sarandienses, e vai aproveitar a semana do trânsito, que será de 18 a 25 de setembro para fazer blitz educativas, distribuição de folhetos. “Temos ações para todos os dias, vamos trabalhar em conjunto com a Polícia Militar, Policia Rodoviária Federal, o Conseg e o Corpo de Bombeiros. Este é apenas o começo das ações da TRANSEG, tão logo nós estejamos com os nossos guardas municipais e todo o nosso efetivo, vamos poder realizar mais ações para melhorar o trânsito complicado de Sarandi”.

Comentários

As mais visitadas

CRM-PR retira indicativo de interdição ética da UPA de Sarandi

PROCON de Sarandi firma parceria com PROCON Maringá

Estudante é levado à delegacia por ato obsceno dentro de biblioteca de universidade, em Maringá