Decisão judicial afasta Vagner Mussio do cargo de secretário

A Justiça determinou na segunda-feira (17) o afastamento do secretário de Serviços Públicos de Maringá, Vagner Mussio, pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, prevaricação e condescendência criminosa. A decisão foi tomada após ação penal proposta pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
Três funcionários públicos e dois empresários também foram denunciados pelo Ministério Público durante a Operação Quebra Galho. A Promotoria sustenta que os acusados estariam envolvidos em um esquema de propinas para favorecimento na prestação de serviços públicos e privados de remoção e poda de árvores na cidade.


Segundo a denúncia, além de não tomar providências contra funcionários que teriam praticado irregularidades na prestação dos serviços de poda e corte de árvores, Mussio teria favorecido duas empresas, encaminhando maquinários da Prefeitura para fazer a terraplanagem de um terreno particular.

A reportagem tentou contato com Mussio, mas ele não foi localizado para comentar a decisão. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que a administração municipal não foi oficialmente notificada da decisão judicial.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse