Aids em adolescentes preocupa agentes de saúde no Paraná

Uma geração que cresceu vendo a distribuição de preservativos em grandes eventos e unidades básicas de saúde parece ainda não entender a gravidade de doenças sexualmente transmissíveis como a Aids. O número de adolescentes - entre 15 e 19 anos - com a doença tem chamado a atenção da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Dados do órgão mostram que nos últimos quatro anos houve um aumento significativo no número de casos envolvendo essa população.

De acordo com a coordenadora estadual de DST/Aids da Sesa, Kátia Adriana Moreira, desde 2007 o Paraná registrou 94 novos casos de adolescentes com a doença, sendo 35 meninos e 59 meninas. Outro dado alarmante é a quantidade de gestantes (de idades variadas) infectadas: só este ano já foram notificados 302 novos casos.

Para agentes da saúde que lidam diretamente com as pessoas infectadas, a banalização do sexo é um dos principais fatores para o aumento dos casos, além da subestimação da doença.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse