terça-feira, 29 de novembro de 2011

Paraná tem 39 cidades com risco de epidemia


Trinta e nove municípios do Paraná apresentam risco de ocorrência de epidemia de dengue. A informação consta do levantamento do índice de infestação do Aedes aegypti no Paraná (Liraa), realizado em 59 municípios e divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde durante a 8ª reunião do Comitê Gestor Intersetorial de Combate à Dengue, realizada na segunda-feira (28) em Curitiba. O risco de epidemia é apontado como alto em quatro municípios e médio em 35 .

O levantamento do índice de infestação predial é realizado pelos agentes de controle de endemias seguindo a metodologia do Programa Nacional de Controle da Dengue. Os agentes visitam os imóveis (de acordo com uma distribuição feita por amostragem) à procura de larvas do mosquito da dengue e atribuem o índice conforme o número de criadouros em cada grupo de cem. Por exemplo: um índice de 2% indica que a cada 100 imóveis, em dois foram encontrados criadouros com larvas do mosquito Aedes aegypti.

"Os maiores problemas são o acúmulo de materiais que retêm água, a falta de aterros sanitários e a separação e destino adequado dos materiais recicláveis", disse o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde, Sezifredo Paz. Os representantes das regionais de saúde apontaram a necessidade de parceria entre órgãos da área do meio ambiente e Ministério Público para enfrentar a situação, que envolve aspectos ambientais e de saúde pública.

(veja lista abaixo)


Paraíso do Norte

Matelândia

São Pedro do Ivaí

Icaraíma

Nova Aurora

Tapejara

Paranavaí

Sarandi

Palotina

São João do Ivaí

Cianorte

Cidade Gaúcha

Nova Esperança

Porecatu

Goioerê

Umuarama

Assis Chateaubriand

Toledo

Quedas do Iguaçu

Sertanópolis

Santa Helena

Barracão

Missal

Florestópolis

Rolândia

Santa Terezinha do Itaipu

Altônia

Cruzeiro do Oeste

Paiçandu

Jardim Alegre






Nenhum comentário: