quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Senador do PSDB pede em plenário que Dilma demita Lupi

Em discurso no plenário do Senado nesta quarta-feira (9), o senador Mário Couto (PSDB-PA) criticou a postura do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e fez uma apelo à presidente Dilma Rousseff para que ela o demita da pasta.

Ontem, Lupi disse duvidar que a presidente o demita da pasta. "Duvido que a Dilma me tire, ela me conhece muito bem", disse na ocasião. "Para me tirar só abatido a bala --e precisa ser bala forte porque eu sou pesadão", completou.

Na visão do senador, a frase é um desafio e um desrespeito à presidente.

"Agora eu quero ver! Demita esse safado hoje, presidenta Dilma!", afirmou Couto no Senado.

Hoje, Lupi negou que tenha desafiado Dilma o declarar que só deixa o governo "abatido por bala" e que quis rebater o que chamou de "onda de denuncismo". Ele negou ainda que seja "a bola da vez". "Só se for a bola sete, que é a bola que dá a vitória", explicou ele na abertura do encontro sobre estratégia de inclusão produtiva urbana do programa Brasil sem Miséria.

Reportagem da revista "Veja" desta semana afirma que três servidores e ex-servidores do Ministério do Trabalho estavam envolvidos num esquema de cobrança de propinas que revertia recursos para o caixa do PDT, partido de Lupi, que está afastado temporariamente da presidência da sigla por ser ministro.

Um dos assessores citados na reportagem, Anderson dos Santos, foi afastado do cargo no último sábado.

Sonora Ministro Carlos Lupi



Nenhum comentário: