sexta-feira, 6 de maio de 2011

Silvio Santos expulsa a filha de seu programa


O bicho pegou na gravação do programa de Silvio Santos, nesta quinta (5).

O dono do SBT mandou a filha Patricia Abravanel deixar o palco da atração e colocou o assistente de palco Roque no lugar dela.

Tudo começou quando Patricia interrompeu Lívia Andrade, fazendo gracinhas.

Silvio fez sinal para ela esperar. A menina não atendeu.

Continuou insistindo com a brincadeira. Queria ir até o palco dar um beijo no pai.

Ele acenou novamente para Patricia parar. Ela não obedeceu.

Até que o apresentador se estressou, dizendo que se ela quisesse aparecer, que fosse para outro lugar. No programa dele, não.

E a fez sair do palco.

Se tudo não passou de encenação, ninguém sabe, mas Silvio Santos parecia bem irritado.
Casal assaltado em Maringá é mantido refém por seis horas


Um casal foi mantido refém por assaltantes por mais de seis horas na região de Maringá. A ação teve início por volta das 23 horas de quinta-feira (5), próximo ao Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro. O casal estava em um automóvel na Avenida Colombo quando foi abordado por uma dupla de assaltantes que estavam em uma motocicleta.

Segundo informações da Polícia Civil, um dos homens entrou no carro e obrigou o motorista a seguir até uma estrada rural de Marialva (a 20 quilômetros de Maringá). O casal foi amarrado em meio ao mato e só foram soltos por volta das 5h30 desta sexta-feira (6).

Os bandidos levaram o automóvel (um Corsa Sedan), cerca de R$ 290 em dinheiro e um aparelho celular. As vítimas prestaram queixa na polícia e na manhã desta sexta estavam sendo ouvidas pela polícia, que até então não encontrou os criminosos.

A polícia suspeita que o veículo foi utilizado no assalto a um ônibus na PR-317, próximo a Engenheiro Beltrão. O Corsa usado enste crime foi abandonado próximo a cidade de Floresta.
40 pessoas são presas e 200 mil pedras de crack são apreendidas em Curitiba

Duzentas mil pedras de crack foram apreendidas e 40 pessoas suspeitas de terem envolvimento com o tráfico de drogas foram presas durante a "Operação Liberdade". A ação foi desencadeada pela Polícia Militar (PM), pela Polícia Civil e pela Guarda Municipal de Curitiba em hotéis do Centro de Curitiba, e também em outros estabelecimentos comerciais da região, na manhã desta sexta-feira (6) e na quinta-feira (5). As pedras de crack apreendidas foram avaliadas em R$ 2,5 milhões.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), a operação desta sexta é a continuação das ações iniciadas na quinta-feira pela Divisão Estadual de Narcóticos da Polícia Civil do Paraná.

Os hotéis vistoriados são considerados como de “alta rotatividade”, nos quais os hóspedes costumam permanecer por pouco tempo. De acordo com a PM, o objetivo foi a prevenção de criminalidade. A polícia buscou drogas, suspeitos de envolvimento com o tráfico, outros produtos ilícitos e também pessoas com mandados de prisão ainda não cumpridos.

Os policiais estiveram em hotéis na Avenida Visconde Guarapuava,Travessa da Lapa, na Rua Tibagi, na Avenida Marechal Floriano, entre outras localidades na região central da capital.

Detalhes da operação serão divulgados em uma entrevista coletiva nesta manhã, às 11 horas, no Palácio das Araucárias, no Centro Cívico, em Curitiba. Os resultados da ação serão apresentados pelo governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), pelo prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, e por comandantes da Polícia Civil e da Polícia Militar, segundo a Sesp.
Casais gays poderão adotar filhos e registrá-los


Os casais homossexuais têm os mesmos direitos e deveres que a legislação brasileira já estabelece para os casais heterossexuais. A partir da decisão de hoje do Supremo Tribunal Federal (STF), o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo será permitido e as uniões homoafetivas passam a ser tratadas como um novo tipo de família.

O julgamento do Supremo, que aprovou por unanimidade o reconhecimento legal da união homoafetiva, torna praticamente automáticos os direitos que hoje são obtidos com dificuldades na Justiça e põe fim à discriminação legal dos homossexuais. "O reconhecimento, portanto, pelo tribunal, hoje, desses direitos, responde a um grupo de pessoas que durante longo tempo foram humilhadas, cujos direitos foram ignorados, cuja dignidade foi ofendida, cuja identidade foi denegada e cuja liberdade foi oprimida", afirmou a ministra Ellen Gracie.

Pela decisão do Supremo, os homossexuais passam a ter reconhecido o direito de receber pensão alimentícia, ter acesso à herança de seu companheiro em caso de morte, podem ser incluídos como dependentes nos planos de saúde, poderão adotar filhos e registrá-los em seus nomes, dentre outros direitos.
Mulher mata homem que estuprou sua filha de 4 anos

Uma mulher de 21 anos foi presa na noite desta quinta-feira (5) em Apucarana logo após matar Juvenal da Silva, de 56 anos. De acordo com a detida, o homem havia abusado sexualmente de sua filha de quatro anos de idade, após atraí-la para sua residência. O crime aconteceu por volta das 20h na rua Zulmira, no bairro Vila Reis.

Segundo a Polícia Militar, a mãe da criança foi detida no momento em que saia da residência do acusado de estupro por uma equipe da PM que chegava ao local para apurar uma denuncia anônima de estupro de menor de idade. A mulher apenas disse aos policiais que havia acabado de matar um "pedófilo".

O suposto agressor foi encontrado caído de bruços na sala, ensanguentado e com um corte de faca na altura do peito. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando a viatura chegou ao local a vítima já estava morta.

A arma foi localizada na residência e encaminhada juntamente com a mãe da criança à delegacia. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal.