Maringá

Câmara confirma suspensão de dois vereadores por excesso de faltas


O presidente da Câmara Municipal de Maringá, Mário Hossokawa (PMDB) , confirmou a suspensão por excesso de faltas dos vereadores John Alves Correa (PMDB) e Wellington Andrade (PRP). Ambos voltam aos trabalhos em 2 de fevereiro, data que marca o retorno das sessões ordinárias da Câmara, mas devem começar a cumprir a punição em seguida, assim que a mesa executiva determinar a quantidade de dias de afastamento.

Os vereadores podem pegar de sete a 21 dias de suspensão, dependendo da decisão da mesa executiva. “Nosso regimento confirma que eles não podiam faltar tanto. Por isso, vão ser suspensos”, afirmou o presidente da Casa.

Durante o ano, cada vereador pode faltar três vezes consecutivas ou dez vezes de maneira alternada nas sessões ordinárias. Correa faltou em 15 sessões e Andrade, em 23, ambos de maneira alternada. No total, 84 sessões foram realizadas no ano passado.

Eles ainda podem reverter a situação e não serem punidos, mas somente se justificarem as faltas. “Eles têm esse direito, mas dificilmente isso vai acontecer. Eles ultrapassaram muito o limite dos dez dias [alternados]”, comentou Hossokawa.

Apesar de já terem os salários das faltas descontadas, Correa e Andrade também terão o desconto na folha salarial durante os dias que vão ficar suspensos da Câmara.
John preferiu não vai se pronunciar sobre o caso, mas afirmou que justificou todas as faltas. Já Andrade também foi procurado pela reportagem, mas não atendeu às ligações.Fonte: Gazeta Maringá

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse