Polícia detém homem acusado de falsificar diplomas de Ensino Médio em Maringá

A Polícia Civil de Maringá realizou, na manhã desta sexta-feira (24), uma operação com o intuito de desmantelar um esquema de falsificação de diplomas de Ensino Médio. Foram apreendidos computadores, pen drives, celulares, R$ 5 mil em dinheiro e dezenas de certificados supostamente fraudados. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em residências e faculdades, sendo seis deles em Maringá, dois em Colorado e dois em Astorga.Um homem, Juraci Castro, foi encaminhado para a 9ª Subdivisão de Polícia Civil sob a suspeita de comandar o esquema. Conforme o delegado Antônio Brandão Neto, que investiga o caso há dois anos, os "clientes" chegavam até os falsificadores através de indicações e também anúncios em jornal. Conforme o delegado, a maioria dos interessados queriam o diploma para ingressar em faculdades. "Ele anunciava cursos rápidos de Ensino Médio à distância em classificados de jornal. Em conversa com os interessados, explicava que bastava pagar entre R$ 1,2 mil e R$ 2 mil, que ele fornecia o diploma sem necessidade de provas ou qualquer tipo de curso", explica o delegado. Os diplomas foram vendidos em várias cidades do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Castro deve ser ouvido e liberado ainda nesta sexta-feira para responder inquérito em liberdade. "Os certificados passarão para uma perícia, que irá dizer se houve fraude. Também examinaremos os aparelhos eletrônicos apreendidos em busca de mais provas", explica. O delegado acredita que exista uma quadrilha envolvida no esquema. "Trabalharemos agora pra identificar os outros integrantes do bando", fala.

Fonte: Gazeta Matingá

Comentários

As mais visitadas

OCORRÊNCIAS DO SETOR POLICIAL EM MARINGÁ FINAL DE SEMANA

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Sarandi concorre ao Prêmio Gestor Público Paraná