ENQUANTO O GOVERNO DO ESTADO NÃO CUMPRE O QUE É DE SUA RESPONSABILIDADE, OS CRIMES CONTINUAM EM SARANDI

No final da tarde desta segunda-feira (10),mais um homicídio foi cometido na cidade de Sarandi. Não bastasse a violência empregada no crime, o fato que deixou muitas pessoas que acompanhavam atentamente o trabalho da Polícia estarrecidos e o local onde o homicídio foi cometido. Para o espanto de todos o crime foi cometido dentro da Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças, que fica na Praça Ipiranga. Segundo o investigador da Polícia Civil, Paulo Ferreira, a agressão teve início no momento em que a vítima, Claudemir Bento Alves, 42 anos, passava em frente a um bar localizado na Avenida Maringá.Testemunhas relataram que dois homens que estavam no interior do bar avançaram em direção a Alves assim que o avistaram e desferiram inúmeros socos, chutes e pontapés contra a vítima. A vítima tentou, em vão, se proteger e fugir do ataque correndo em direção a igreja. Ele foi perseguido pelos agressores e espancado durante o trajeto de aproximadamente 150 metros até a paróquia. Ainda segundo o investigador, a agressão continuou mesmo no interior do templo cristão. "Pelo que apurarmos até o momento, a vítima levou uma 'voadora' do agressor, na queda bateu a cabeça em um pilar da igreja e acabou indo a óbito", conta Ferreira. O corpo de Alves foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá. Segundo a polícia, o homem era morador de Sarandi e tinha antecedentes criminais por furto e incêndio criminoso. Dois suspeitos de serem os autores do espancamento foram detidos minutos após o crime. Um deles foi reconhecido por uma testemunha como o agressor, mas ele nega a autoria do homicídio. Agora a pergunta que não quer calar, quando que o governo do Beto Richa vai fazer de fato alguma coisa pela segurança de Sarandi? Cade o investimento na segurança do município? Este governo que ai esta nunca apareceu em Sarandi depois de sua eleição para governador e ainda não estruturou a companhia da Polícia Militar. A segurança é de responsabilidade do Estado, aumentar o número de policiais para que possam fazer o trabalho de rondas ostensivas com mais frequência no centro e nos bairros e mais viaturas para poder fazer o trabalho com eficacia e além de construir a sede da 4ª Companhia. Enquanto o senhor Governador do Estado tratar Sarandi com desprezo, a situação da nossa segurança tende só a piorar, e fatos como este continuar repercutindo negativamente e manchando a imagem da nossa cidade.

Comentários

As mais visitadas

Mulher é assassinada e tem galho introduzido nas partes íntimas

Polícia Rodoviaria de Iporã apreende caminhonete carregada com 11 Fuzis, condutor e carona são de Sarandi

Clínica da Mulher de Sarandi é interditada