Candidata à vereadora distribui santinhos com número errado




A candidata a vereadora em Paraguaçu (MG), Cristiane Baliza (PTB), 35 anos, fez campanha à toa para angariar votos na cidade localizada a 330 quilômetros de Belo Horizonte. Sem saber, Cristiane distribuiu santinhos com o número de legenda 14.999, no entanto, o número da candidata registrado no Tribunal Superior Eleitoral era 14.888. Quem tentou votar nela, recebeu uma mensagem de número inexistente e, se confirmou, anulou o voto. Apenas 12 pessoas conseguiram o número certo para"Trabalhei três meses, tudo por água abaixo. Tem gente que eu nem esperava. Foram 252 votos nulos, uma boa parte desses nulos são meus. No domingo, o dia todo me ligaram, passaram aqui para falar que não estavam conseguindo votar em mim", afirmou. O pai de Cristiane e presidente do PTB no município, Antônio Baliza, foi o primeiro a descobrir o número correto. Segundo a candidata, Baliza foi votar por volta das 9h, quando constatou que o registro de Cristiane não existia. Ele procurou um fiscal e descobriu o número correto. "Dois vizinhos já tinham falado, mas pensei que tivessem errado, quando ele me ligou, foi tudo por água abaixo", disse. A candidata contou que só descobriu o erro no número no dia das eleições. O material foi enviado pelo próprio partido à Cristiane. "Na primeira reunião, recebi santinhos e material, a campanha inteira foi em cima deste número", lembrou. Segundo Cristiane, o comitê chegou a enviar 5 mil "colinhas" de voto com o número 14.888. "Pensei que eles tivessem errado e avisei. Mandaram fazer de novo com o número 14.999", disse. 

Comentários

As mais visitadas

OCORRÊNCIAS DO SETOR POLICIAL EM MARINGÁ FINAL DE SEMANA

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Sarandi concorre ao Prêmio Gestor Público Paraná