CRISE DOS MUNICÍPIOS “Sem ajuda do governo federal, municípios não terão como fechar suas contas”, diz deputado Padovani



Liderados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), prefeitos e vereadores de todo o País fizeram esta semana em Brasília mais uma grande mobilização nacional em busca de ajuda do governo para o enfrentamento da crise financeira que assola os municípios. O problema tem sido motivo de forte preocupação par a o deputado Nelson Padovani (PSC-PR), que acompanha de perto o problema, especialmente nas prefeituras do interior paranaense. Segundo ele, caso não sejam socorridos com urgência, os atuais prefeitos não terão como fechar suas contas até o final de dezembro. “Nas últimas semanas tenho recebido em meu gabinete mais de uma centena de prefeitos e vereadores, e todos dizem a mesma coisa: não há como fechar as contas sem ajuda do governo federal, e isso é uma situação preocupante. Precisamos fazer alguma coisa urgente!”, diz o parlamentar. De acordo com Padovani, a preocupação é ainda maior agora por causa do encerramento das atuais administrações, em dezembro. O momento, diz ele, é crucial tanto para os gestores que estão saindo como para os que estarão assumindo seus cargos em 1º de janeiro. “Todos os prefeitos e prefeitas, eleitos e reeleitos, estão preocupados neste momento. Os que estão em fim de mandato, porque precisam deixar tudo em dia para o sucessor, e os que vão reassumir, porque precisam zerar as contas antigas para iniciar um novo mandato de forma organizada”, explica.

Comentários

As mais visitadas

OCORRÊNCIAS DO SETOR POLICIAL EM MARINGÁ FINAL DE SEMANA

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Sarandi concorre ao Prêmio Gestor Público Paraná