terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Delegacia de Sarandi é interditada

A Vigilância Sanitária de Sarandi (na Região Metropolitana de Maringá) interditou, nesta terça-feira (10), a Delegacia de Sarandi por falta de estrutura e superlotação. Após uma visita da vigilância ao local na manhã desta terça, a delegacia foi interditada por 90 dias. A situação do prédio é precária, segundo a vigilância.

“É muita aglomeração e isso é passível de doenças. Tem infiltrações no prédio, mofo nas paredes, falta de iluminação e muita falta de higiene. Chega ser desumano o que acontece lá”, disse o diretor da Vigilância Sanitária de Sarandi, Ricardo Paraná.

O risco de disseminação de doenças contagiosas é grande no local, segundo Paraná. Um caso de tuberculose foi confirmado na semana anterior e outros quatro em dezembro de 2011. A vigilância pede a transferência dos presos para outras regiões. "É preciso tirar boa parte daqueles presos do local e fazer ao menos uma limpeza para se ter condições básicas de higiene", disse o diretor da vigilância.
No total, a Delegacia de Sarandi conta com cerca de 200 detentos, em um espaço com capacidade para 50 presos. Para evitar a proliferação da bactéria que causa a doença, as visitas foram canceladas por tempo indefinido.

A reportagem da Gazeta Maringá está tentando contato com a Secretaria de Justiça do Paraná (Seju) para verificar a possibilidade de transferências de alguns presos para outras regiões. Até por volta das 16h30 desta terça, não foi possível o contato. A Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (Sesp) informou que a responsabilidade por transferências em delegacias é da Polícia Civil. A Polícia Civil alega que a responsabilidade é da Seju.
Câmara de Sarandi conta com novo sistema de som

Neste período de recesso, a Câmara Municipal de Sarandi fez importante investimento no sistema de som daquela casa de leis.

Foram adquiridos mesa de som nova, um novo sistema de gravação, pois ainda se usava fita cassete para a gravação das sessões, sendo que agora as gravações serão feitas direto no computador com programas específicos para esta finalidade.

Também foram instadas novas caixas de som e novos microfones, além de um Data Show.

Vale ressaltar que o sistema que existia na Câmara era Pré - histórico, e com certeza o investimento veio em boa hora.
Autarquia Águas de Sarandi pede que a população economize água

Os poços artesianos que abastecem a cidade de Sarandi estão com a capacidade reduzida, por causa da falta de chuva. Dos 52 poços, cinco reservatórios estão trabalhando com 50% da capacidade de água. O Simepar informou que boa parte do estado recebeu chuva abaixo da média para este período do ano e como o abastecimento dos poços depende da chuva, alguns bairros já estão ficando sem água.

O superintendente da Autarquia Águas de Sarandi, Valdir da Siva pede que os moradores economizem água, que não lavem carros nem calçadas. “Neste momento o que nós podemos fazer é pedir a ajuda dos sarandienses, nos bairros mais altos já temos tido notificações que já esta havendo falta de água, como o Jardim Independência, no Bela Vista no distrito Vale Azul. 

Nossos reservatórios estão trabalhando abaixo da capacidade, dependemos da chuva para voltarmos a funcionar com a capacidade total, enquanto ela não vem temos que usar a água racionalmente. Temos que evitar o desperdício, e isto não vale só para este momento de estiagem vale sempre, temos que usar este bem tão precioso com sabedoria. O município tem trabalhado fazendo reservatórios gigantes, trocando as redes distribuidoras, mas precisamos acima de tudo que a população faça a sua parte para que não tenhamos um colapso na distribuição de água da cidade”,pede o superintendente.


Com informações Assessoria de Comunicação de Sarandi