terça-feira, 11 de setembro de 2012

A ESCOLA NOS DIAS DE HOJE É LUGAR DE VIOLÊNCIA

Polícia investiga se ciúme motivou briga com facada dentro de escola


As duas estudantes de 17 anos que se envolveram em uma briga dentro de uma escola estadual em Salvador, na manhã desta terça-feira (11), foram ouvidas na Delegacia do Adolescente Infrator (DAI). Uma feriu o braço da outra com uma faca. A garota revidou ferindo as costas da agressora com uma caneta. Na delegacia, a agressora contou que usou a faca para se defender. "Ela veio me perguntar porque eu estava olhando para ela. Eu disse que não estava. Aí ela tentou me bater ainda do lado de fora do colégio, mas não conseguiu porque era hora de entrar para a aula. Depois da aula, ela veio me perguntar isso de novo, aí veio me bater com os amigos e a gente entrou na cozinha. Você já viu o tamanho do corpo dela? Eu peguei a faca que estava na cozinha e acertei no braço dela. Quando eu vi que machucou, eu larguei a faca e me assustei. Depois ela e os amigos me bateram", relatou. A garota que foi atingida no braço deu explicações sobre o motivo de ter procurado a colega. "Eu fui perguntar o motivo dela soltar piadinhas para mim", diz a jovem. "A gente ainda não investigou completamente, mas muitos desses casos têm relações com ciúmes. Vamos investigar se tem namorado envolvido nisso", informou a delegada Claudenice Mayo.A jovem de 17 anos ficou ferida no antebraço após a briga com uma colega na manhã desta terça-feira, no Colégio Estadual David Mendes Pereira, em Colinas de Pituaçu, na capital baiana. De acordo com a polícia, após uma discussão entre as jovens, a agressora invadiu a cantina do colégio, pegou uma faca e cortou o braço da vítima, que também foi atingida por um soco no olho. Uma mulher que trabalha na cantina do colégio conta o que viu. "Na hora, muito sangue... Os professores, o diretor, o vice, todo mundo desceu na hora, aquela agonia toda, foi uma coisa rápida, que ninguém esperava", diz. A adolescente foi socorrida por uma equipe do Samu e encaminhada para unidade de saúde no bairro de São Marcos. Já a outra jovem foi levada para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI) por uma equipe da Ronda Escolar, acionada pela direção do colégio. Ela pode ser punida com medidas socioeducativas.

Fonte: G1 Bahia

Comissão aprova inclusão da disciplina ‘Cidadania Moral e Ética’ no currículo escolar

Na foto Senador Sergio Souza
A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou nesta terça-feira (11), em decisão terminativa, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 2/2012, do senador Sérgio Souza (PMDB-PR), que inclui no currículo do ensino fundamental a disciplina Cidadania Moral e Ética. O relator da matéria, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), elogiou a proposta e lamentou o “esvaziamento de valores éticos no Brasil”. A senadora Ana Amélia (PP-RS) lembrou que o projeto foi colocado em votação poucos dias depois da realização de protestos de jovens em diversas cidades contra a corrupção, durante a celebração de 7 de setembro. Por sua vez, Lídice da Mata (PSB-BA) demonstrou preocupação com a criação de mais uma disciplina, sugerindo que os conteúdos relativos ao tema deveriam ser incluídos nas matérias existentes. O senador Tomás Correia (PMDB-RO) elogiou o projeto que, a seu ver, tem “o objetivo de preparar a juventude para o futuro”. Por sua vez, Sérgio Souza observou que as aulas da nova disciplina poderão ocorrer no contraturno das aulas normais dos estudantes.

Senado considera crime hediondo desviar verba da educação ou saúde

A Comissão de Educação do Senado aprovou projeto de lei nesta terça-feira que considera crime hediondo (grave) as fraudes praticadas em licitações, contratos e programas nas áreas da saúde e educação públicas. O presidente da comissão, Roberto Requião (PMDB-PR), lembrou que a matéria será remetida à apreciação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Segundo ele, como se trata de tipificação criminal, o projeto deve ser encaminhado pela CCJ à comissão especial do Código Penal. O autor da proposta, Lobão Filho (PMDB-MA), lembrou que o Departamento de Patrimônio e Probidade da Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou estudo em que demonstra que praticamente 70% dos recursos públicos desviados no País são das áreas da saúde e educação.

Fonte: Agência Brasil

ENQUANTO O GOVERNO DO ESTADO NÃO CUMPRE O QUE É DE SUA RESPONSABILIDADE, OS CRIMES CONTINUAM EM SARANDI

No final da tarde desta segunda-feira (10),mais um homicídio foi cometido na cidade de Sarandi. Não bastasse a violência empregada no crime, o fato que deixou muitas pessoas que acompanhavam atentamente o trabalho da Polícia estarrecidos e o local onde o homicídio foi cometido. Para o espanto de todos o crime foi cometido dentro da Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças, que fica na Praça Ipiranga. Segundo o investigador da Polícia Civil, Paulo Ferreira, a agressão teve início no momento em que a vítima, Claudemir Bento Alves, 42 anos, passava em frente a um bar localizado na Avenida Maringá.Testemunhas relataram que dois homens que estavam no interior do bar avançaram em direção a Alves assim que o avistaram e desferiram inúmeros socos, chutes e pontapés contra a vítima. A vítima tentou, em vão, se proteger e fugir do ataque correndo em direção a igreja. Ele foi perseguido pelos agressores e espancado durante o trajeto de aproximadamente 150 metros até a paróquia. Ainda segundo o investigador, a agressão continuou mesmo no interior do templo cristão. "Pelo que apurarmos até o momento, a vítima levou uma 'voadora' do agressor, na queda bateu a cabeça em um pilar da igreja e acabou indo a óbito", conta Ferreira. O corpo de Alves foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá. Segundo a polícia, o homem era morador de Sarandi e tinha antecedentes criminais por furto e incêndio criminoso. Dois suspeitos de serem os autores do espancamento foram detidos minutos após o crime. Um deles foi reconhecido por uma testemunha como o agressor, mas ele nega a autoria do homicídio. Agora a pergunta que não quer calar, quando que o governo do Beto Richa vai fazer de fato alguma coisa pela segurança de Sarandi? Cade o investimento na segurança do município? Este governo que ai esta nunca apareceu em Sarandi depois de sua eleição para governador e ainda não estruturou a companhia da Polícia Militar. A segurança é de responsabilidade do Estado, aumentar o número de policiais para que possam fazer o trabalho de rondas ostensivas com mais frequência no centro e nos bairros e mais viaturas para poder fazer o trabalho com eficacia e além de construir a sede da 4ª Companhia. Enquanto o senhor Governador do Estado tratar Sarandi com desprezo, a situação da nossa segurança tende só a piorar, e fatos como este continuar repercutindo negativamente e manchando a imagem da nossa cidade.