segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Policial mata homem em Sarandi em troca de tiros

Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida durante uma suposta tentativa de homicídio, por volta das 22h30 de domingo (18), na Praça Ipiranga, na região central de Sarandi (a 10 quilômetros de Maringá). De acordo com a Polícia Militar (PM), um soldado da corporação estava à paisana em um carro acompanhado da namorada, nas proximidades da praça, quando ouviu o barulho de disparos de arma de fogo. Ele desceu do carro para verificar a situação e encontrou um homem cambaleando após ser ferido pelos tiros. Em seguida, o atirador disparou também contra o policial militar, que revidou. Como o criminoso foi atingido, além do homem que já encontrou ferido, o PM solicitou o atendimento da equipe do Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência (Siate). O soldado saiu ileso. De acordo com a Polícia Militar, uma terceira pessoa que teria dado apoio ao atirador fugiu após o confronto com o policial. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o autor dos disparos, de 18 anos, chegou a ser atendido, mas morreu em seguida. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Maringá. A vítima da suposta tentativa de homicídio, de 20 anos, ficou gravemente ferida e foi encaminhada ao Hospital Universitário (HU) de Maringá. Uma pistola de calibre 9 milímetros, dois carregadores, 16 estojos de cartucho de pistola 9 milímetros e uma motocicleta, de modelo não informado, foram apreendidos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Sarandi. De acordo com o tenente Cláudio Rocha, do 4º Batalhão de Policia Militar (BPM) Maringá, será aberto um inquérito para investigar a ocorrência. No entanto, questionado se o soldado poderia estar armado e intervir na situação, o tenente justificou dizendo que mesmo à paisana o soldado permanece na condição de policial militar.