Sarandi registra o primeiro homicídio do ano

O município de Sarandi, região metropolitana de Maringá, registrou na tarde desta quarta-feira (2) o primeiro homicídio do ano. Um adolescente de 17 anos foi morto a tiros e outro de 16 anos baleado. A informação inicial era de que os dois haviam sido mortos quando, na verdade, uma das vítimas foi encaminhada em estado grave ao Hospital Metropolitano. O crime aconteceu por volta das 16 horas na Rua Emílio Ângelo Panasol, no centro de Sarandi, em um conjunto de moradias que pertencia a antiga Rede Ferroviária Federal (RFF). Maicon Deivid Santos Camargo - também conhecido como Diguinho - e o amigo de 16 anos - que, segundo a polícia, eram usuários de drogas - estavam no quintal dos fundos da casa número 8 conversando quando o atirador chegou ao local. Pela fechadura da porta, a mãe de Maicon, Simone Pacheco dos Santos, 37 anos, disse ter visto o momento em que o rapaz - descrito por ela como cabeludo - estacionou a moto a cerca de 80 metros da residência, cruzou a pé a linha férrea que fica nos fundos do terreno e se juntou à dupla no quintal. A mulher relatou desconhecer a identidade do rapaz que, aparentemente, era conhecido das vítimas. Depois de observar os três conversando, a princípio, de forma amistosa, Simone retornou aos seus afazeres no interior da casa. Cerca de 20 minutos depois ela ouviu inúmeros disparos e correu para o quintal. Fora da residência ela se deparou com o filho caído no chão, ensaguentado e gritando por ajuda enquanto o atirador fugia em direção a moto. Ela ainda tentou correr atrás do assassino gritando que ele havia matado seu filho, mas não conseguiu alcançá-lo a tempo. Equipes do Siate foram acionadas, porém ao chegar no endereço encontraram Maicon já sem vida. Os tiros atingiram o adolescente nas pernas, braços e coração. O outro adolescente ainda conseguiu correr por cerca de 50 metros antes de cair ferido. Ele foi socorrido e encaminhado em estado grave ao Hospital Metropolitano com ao menos três tiros no peito. No local foram encontradas várias cápsulas de calibre 9mm. O crime aconteceu oito horas após a posse do novo delegado de Sarandi, Reginaldo Caetano da Silva. Ele foi informado sobre o homicídio por telefone uma vez que estava em Engenheiro Beltrão repassando o cargo ao delegado José Maurício Filho, que durante dez anos respondeu pelo comando da Delegacia de Sarandi. Segundo o superintendente da Polícia Civil, investigador Márcio Bertoni, Maicon tinha envolvimento com o tráfico de drogas e figurava como suspeito de algumas tentativas de homicídios e dois homicídios ocorridos no último ano na cidade.

Com informações:  O Diário de Maringá

Comentários

As mais visitadas

Mulher é assassinada e tem galho introduzido nas partes íntimas

Polícia Rodoviaria de Iporã apreende caminhonete carregada com 11 Fuzis, condutor e carona são de Sarandi