TRE adia decisão sobre cassação de prefeito de Rolândia

O julgamento que poderia culminar na cassação do prefeito reeleito de Rolândia, Johnny Lehmann (PTB), foi adiado para a próxima terça-feira (19). Em sessão realizada nesta quinta-feira (14), quatro dos cinco desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) votaram contra recurso, protocolado pela defesa do prefeito, que pedia a anulação do processo que cassou a diplomação do petebista. O outro desembargador pediu vistas ao processo e, por isso, o julgamento foi adiado para a próxima terça. Ou seja, além de não anunciar o voto, o desembargador indeciso ainda pode trazer argumentos que alterem o voto dos outros quatro que já indeferiram o recurso e votaram pela cassação. A cassação da diplomação de Lehmann saiu em dezembro do ano passado. Apesar disso, ele não foi impedido de ser empossado em janeiro e continuar como prefeito de Rolândia. Isso por que a defesa do petebista entrou com recurso no TRE. A diplomação foi cassada pelo juiz da 59ª zona eleitoral, Alberto José Ludovico. A ação de investigação judicial eleitoral refere-se ao uso indevido de meio de comunicação social. Segundo acusação do Ministério Público, o jornal Tribuna do Vale do Paranapanema teria publicado matérias favoráveis ao atual prefeito com destaque durante o período eleitoral. Não há mais detalhes do processo por que as investigações correm em segredo de Justiça.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse