Padre declara apoio a gays, causa polêmica e bispo pede retratação



Após declarações feitas em rede sociais sobre temas como bissexualidade, infidelidade e avaliações sobre os costumes da própria Igreja Católica, um padre de Bauru (SP) terá de se retratar publicamente por determinação da Diocese local, além de retirar todo o conteúdo divulgado na internet. A ordem, publicada no site da Diocese, causou mal estar na comunidade católica de Bauru. Roberto Francisco Daniel, o padre Beto, é conhecido por abordar durante as homilias, em textos publicados por ele em jornais e nas páginas pessoais no Facebook e no Twitter, posturas consideradas contraditórias às pregadas pela Igreja Católica. Em um vídeo publicado no YouTube, o pároco aparece sentado em uma mesa de bar comentando temas considerados polêmicos por fiéis católicos. Em um trecho, ele opina sobre a bissexualidade e a fidelidade no casamento."Isso tem acontecido hoje com mais frequência por causa da liberação sexual, do homem se apaixonar por outro homem e da mulher se apaixonar por outra mulher, e os dois sendo casados. Aqui, existe amor também. Quer dizer, é ele amando uma outra pessoa que é do mesmo sexo e que ele está se descobrindo. Agora, tanto um amor quanto outro amor é preciso decidir: qual vida eu quero levar? O que não pode é a traição. Uma pessoa que tem um relacionamento extraconjugal e que esse relacionamento é aceito pelo cônjuge, aqui existe fidelidade. O que é fidelidade? Fidelidade é transparência", diz o padre durante o vídeo.Ainda no vídeo, o padre é questionado sobre o posicionamento da Igreja Católica frente à homossexualidade e ao casamento. Ele diz acreditar que a Igreja precisa analisar criticamente as transformações que têm acontecido na sociedade.


Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica