Bancada do PT silencia sobre caso de Gaievski

Com exceção de Enio Verri, presidente do PT, que disse que "gostaria muito que não fosse verdade isso", causou estranheza, na sessão de ontem da Assembleia Legislativa, o silêncio dos deputados petistas - Luciana Rafagnin, Toninho Wansdcheer, Pericles Melo, Tadeu Veneri, Professor Lemos e Elton Welter - que não pediram a palavra ou fizeram qualquer aparte na defesa do petista Eduardo Gaievski - alvo de um duro ataque da deputada Cantora Mara Lima (PSDB). Gaievski, ex-assessor de Gleisi Hoffmann na Casa Civil, é investigado há três anos pelo Gaeco pela suspeita de estupro de 23 meninas (idades de 13 a 16 anos). Todas meninas pobres que ele levava a fazer sexo com ofertas de dinheiro, emprego ou ameaças de demissão aos pais que trabalhavam na prefeitura.

Comentários

As mais visitadas

GM e PM de Sarandi são ouro e prata no de Jiu-Jitsu em Curitiba