Casal de servidores municipais é preso acusado de desviar R$ 60 mil

Um casal de funcionários da Prefeitura de Bom Sucesso, no Norte do Paraná, foi preso preventivamente no sábado (17), acusado de desviar mais de R$ 60 mil de recursos públicos para pagar empréstimos pessoais. De acordo com a Promotoria de Justiça de Jandaia do Sul, o crime aconteceu há, pelo menos, sete anos. A acusada atuava como diretora de Recursos Humanos (RH) e o marido era funcionário do setor de compras do município. A promotora Fernanda Lacerda Trevizan Silvério informou, por meio da assessoria de imprensa, que as investigações começaram em abril deste ano após uma denúncia anônima. No mesmo mês, a Justiça realizou a apreensão de documentos, computadores e pendrives utilizados pelos acusados. Os materiais foram analisados pela auditoria do Ministério Público (MP). As investigações revelaram que os servidores realizavam empréstimos consignados em bancos autorizados pela Prefeitura, mas o pagamento não era descontado dos holerites deles. Segundo a Justiça, como a acusada era a responsável pela ordem de pagamento de todos os funcionários da Prefeitura, ela teria criado um esquema para que o pagamento dos empréstimos fosse descontado nas contas gerais do município. Além de alterar a origem do pagamento, a diretora do RH falsificou holerites dela e do marido para apresentar aos bancos uma declaração de salário com valor maior do que recebiam efetivamente. Com isso, eles obtinham empréstimos cada vez maiores, de acordo com o MP. A informação é de que os desvios começaram na gestão do ex-prefeito José Edilson Vanzella (PSDB), em 2006, e continuaram na gestão de Maurício Aparecido de Castro (PSB), que assumiu neste ano. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Bom Sucesso informou que o município não vai se manifestar sobre o caso e que aguarda a conclusão das investigações. A mulher está presa na Cadeia Pública de Apucarana e o marido, na Delegacia de Polícia Civil de Jandaia do Sul. Até o início da manhã desta segunda-feira (19), os acusados não haviam apresentado advogados de defesa, segundo a Promotoria de Jandaia do Sul.

Comentários

As mais visitadas

Semana Jurídica em Sarandi

CEMEI de Sarandi realiza evento cultural em comemoração ao dia das crianças

Idoso suspeito tocar corpo de criança por R$ 50,00 permanece preso