Casal de servidores municipais é preso acusado de desviar R$ 60 mil

Um casal de funcionários da Prefeitura de Bom Sucesso, no Norte do Paraná, foi preso preventivamente no sábado (17), acusado de desviar mais de R$ 60 mil de recursos públicos para pagar empréstimos pessoais. De acordo com a Promotoria de Justiça de Jandaia do Sul, o crime aconteceu há, pelo menos, sete anos. A acusada atuava como diretora de Recursos Humanos (RH) e o marido era funcionário do setor de compras do município. A promotora Fernanda Lacerda Trevizan Silvério informou, por meio da assessoria de imprensa, que as investigações começaram em abril deste ano após uma denúncia anônima. No mesmo mês, a Justiça realizou a apreensão de documentos, computadores e pendrives utilizados pelos acusados. Os materiais foram analisados pela auditoria do Ministério Público (MP). As investigações revelaram que os servidores realizavam empréstimos consignados em bancos autorizados pela Prefeitura, mas o pagamento não era descontado dos holerites deles. Segundo a Justiça, como a acusada era a responsável pela ordem de pagamento de todos os funcionários da Prefeitura, ela teria criado um esquema para que o pagamento dos empréstimos fosse descontado nas contas gerais do município. Além de alterar a origem do pagamento, a diretora do RH falsificou holerites dela e do marido para apresentar aos bancos uma declaração de salário com valor maior do que recebiam efetivamente. Com isso, eles obtinham empréstimos cada vez maiores, de acordo com o MP. A informação é de que os desvios começaram na gestão do ex-prefeito José Edilson Vanzella (PSDB), em 2006, e continuaram na gestão de Maurício Aparecido de Castro (PSB), que assumiu neste ano. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Bom Sucesso informou que o município não vai se manifestar sobre o caso e que aguarda a conclusão das investigações. A mulher está presa na Cadeia Pública de Apucarana e o marido, na Delegacia de Polícia Civil de Jandaia do Sul. Até o início da manhã desta segunda-feira (19), os acusados não haviam apresentado advogados de defesa, segundo a Promotoria de Jandaia do Sul.

Comentários

As mais visitadas

Mulher é assassinada e tem galho introduzido nas partes íntimas

UBS do Jardim Oriental em Sarandi é inaugurada

Ventos de até 75 km/h causam estragos em Maringá e Sarandi