segunda-feira, 26 de agosto de 2013

PETISTA ASSESSOR DA CASA CIVIL É CONSIDERADO FORAGIDO



A Polícia Civil do Paraná considera foragido o assessor especial da Casa Civil Eduardo André Gaievski, que teve a prisão decretada por suspeita de estupro de vulneráveis. O petista, indicado ao cargo pela ministra Gleisi Hoffmann, foi afastado do cargo no governo federal após VEJA revelar a decisão judicial, em processo que tramita em sigilo. Gaievski é investigadDurante o fim de semana, policiais civis paranaenses estiveram em Brasília e fizeram buscas por Gaievski, sem sucesso. O assessor da ministra Gleisi Hoffmann foi prefeito da cidade de Realeza (PR) entre 2005 e 2013. No governo federal, ele atuava na coordenação de programas importantes, como o de combate ao crack e o projeto de construção de creches. Seu gabinete fica no quarto andar do Palácio do Planalto Gaievski nega as acusações e diz que as denúncias têm motivações políticas.o por oferecer dinheiro a meninas pobres em troca de sexo.

Nenhum comentário: