Mulher com anorexia é internada e recebe alimento por sonda



A moradora de Bauru (SP), de 34 anos, que sofre de anorexia nervosa está internada na Santa Casa de Piratininga nesta quinta-feira (10), onde recebe alimento pela boca e também por sonda. A internação foi solicitada pela médica psiquiatra Vanessa Gimenes, que atende no hospital e ficou sensibilizada com o caso depois que uma paciente dela, prima da jovem que tem anorexia, mostrou fotos revelando o estado de saúde da mulher, que pesa 24 quilos distribuídos em 1,56 metro. “É um caso grave porque existe um índice de massa córporea que a gente avalia na paciente e o normal, uma pessoa magra, é de 18 a 25 e o dela deu 11. Então além do aspecto físico, que chega a assustar, tem outras questões envolvidas, que podem levar até um falecimento, a morte da pessoa”, exlica médica.A mulher já havia passado por uma consulta na quarta-feira (9) no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), onde foi identificada a necessidade de internação, mas, antes mesmo que a vaga em um hospital fosse disponibilizada a médica assumiu o caso e a encaminhou para o setor de urgência da Santa Casa. Segundo a família esta é a segunda crise da doença, que começou na adolescência, e se agravou muito nos últimos três anos depois que ela perdeu o emprego e se separou do marido. “Ela estava se alimentando praticamente de água. Não sei de onde ela tira força. Ela tinha um corpo bonito que chamava a atenção por onde passava. Hoje ela está vegetando e é uma morta viva. Em abril quase morreu. A anorexia é uma doença enganosa", conta Teresa Alves, mãe da jovem. Teresa conta que a filha está sedada, já que esta foi a única forma de ministrar o tratamento com sonda. “Era isso que a gente mais queria o hospital, o atendimento e sonda, pode até parecer besteira essa coisa de sonda, mas, no caso dela era a única forma dela voltar a viver, no estado que ela estava é única solução”, completa.

Comentários

As mais visitadas

Requião, Eduardo, Ghilardi e Jacob condenados a pagar R$ 920 mil por propaganda irregular

Mulher é assassinada e tem galho introduzido nas partes íntimas

Educação aprova incentivo a adicional para professor que ensinar em presídios