quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Mulher é presa suspeita de enterrar vivo bisneto de um mês

Um bebê de um mês foi enterrado vivo na madrugada desta quinta-feira (3) pela bisavó no bairro do Austin, município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A criança teve uma parada cardiorrespiratória, está em coma no Hospital Geral de Nova Iguaçu e corre risco de morte.Segundo informações do 20° BPM (Mesquita), a bisavó da criança, identificada como Maria Salete Ramos, 60, teria chegado alcoolizada de uma festa na noite da última quarta-feira (2). Incomodada com o choro do bebê, a mulher teria ido até o quintal da casa da família e cavado um buraco no chão. A mãe da criança, de 14 anos, estava na casa de uma vizinha e havia deixado o bebê sob os cuidados da avó materna. Num momento em que a avó deixou o quarto onde estava a criança, a bisavó teria levado o bebê até o quintal e o jogado dentro do buraco. Quando a avó procurou pela menina e não a encontrou, buscou a ajuda da mãe da criança. Já no início da madrugada, segundo a PM, as duas avistaram umas das pernas da criança do lado de fora do buraco e chamaram socorro. O bebê foi levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, onde segue internado em estado grave. Já a bisavó foi levada para a 56ª DP (Comendador Soares) e vai responder por tentativa de homicídio. Ela foi transferida para uma carceragem da Polinter às 11h30 desta quinta. Responsável pelas investigações, o delegado titular da 56ª DP, André Pieroni, pediu à Justiça um exame de sanidade mental da idosa. A suspeita é de que ela sofra de problemas psiquiátricos. "Já fizemos perícia no local do crime, a criança estava com muitos hematomas. Há fortes indícios de que a bisavó tenha problema mental", disse Pieroni.

Fonte: Uol

Nenhum comentário: