Padre é preso por estelionato e curandeirismo

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu na segunda-feira, em Lages, um padre de 71 anos acusado de estelionato e curandeirismo. Geovanilzo Novais Mendes, conhecido como Frei Paulo Mendes, foi preso na companhia de Rodrigo Bombarda, 30 anos, em um sítio às margens da BR-116. Mesmo não sendo médico, o padre é conhecido por utilizar produtos medicinais e terapêuticos com promessa de cura, sem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No momento da prisão, os golpistas estavam com mais de R$ 2,5 mil, dinheiro oriundo dos atendimentos realizados a mais de 30 vítimas, pouco antes da ação policial. Os valores cobrados pelos golpistas variavam entre R$ 30 e R$ 60, e a promessa era de cura para os mais diversos males. Durante o interrogatório, o padre afirmou que realiza atendimentos em várias regiões, exceto na cidade onde mora, em Barra Velha (SC), pois, segundo ele, tinha medo de ter problemas com a Justiça. Ao todo, foram apreendidos vários produtos medicinais, chás, pomadas e aproximadamente R$ 4 mil em espécie. Após procedimentos policiais, os conduzidos foram encaminhados ao Presídio Regional de Lages, onde permanecem à disposição da Justiça. 

Fonte: Terra

Comentários

As mais visitadas

Mulher é assassinada e tem galho introduzido nas partes íntimas

Feto é encontrado em estação de tratamento de esgoto

Sem cueca e usando saia, homem mostra pênis para adolescentes