Petista depõe em Brasília sobre tráfico de influência na eleição do TC

Único deputado estadual a admitir publicamente que foi pressionado para votar a favor de Fabio Camargo na eleição para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TC), Elton Welter (PT) prestou ontem depoimento sobre o episódio no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. O petista foi ouvido pela relatora do inquérito 950, ministra Eliana Calmon, que apura suposto tráfico de influência na eleição, realizada em julho. A investigação aborda a suposta atuação do pai de Fabio e então presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Clayton Camargo, a favNa saída do STJ, Welter disse ter relatado a “evidência dos fatos”. O parlamentar enfatizou a ligação entre o processo de eleição na Assembleia Legislativa, o envio posterior de um projeto de lei dos poderes Judiciário e Executivo para autorizar o governo estadual a ter acesso a 30% dos depósitos judiciais não tributários de posse do TJ-PR e a subsequente aprovação da proposta em pleno recesso legislativo. “Houve, na minha visão, um entendimento tácito acerca do interesse de usar os depósitos judiciais com a vontade de eleger o conselheiro”, declarou. Welter já havia levantado a questão em discurso no plenário da Assembleia, em 23 de outubro. Na ocasião, ele se dispôs a colaborar com as investigações. “Não posso falar o que eu não posso provar. Agora, eu senti tudo isso acontecendo lá.”or da candidatura do filho.

Comentários

As mais visitadas

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Sarandi concorre ao Prêmio Gestor Público Paraná

Sem cueca e usando saia, homem mostra pênis para adolescentes