quinta-feira, 11 de abril de 2013

Secretário de Saúde entrega equipamentos para agentes da dengue

O Secretário Municipal de Saúde de Sarandi, Jair Carneiro entregou esta semana novos kits, para os agentes de combate a endemias. São Equipamentos de Proteção Individual, (EPI). Segundo o Secretário nesta primeira etapa os agentes estão recebendo botas e luvas adequadas, para a proteção. “Em 20 dias vamos entregar o EPI completo necessários à segurança do trabalhador durante a aplicação de inseticidas. Máscara facial completa, luva nitrílica, capacete de aba larga, protetor auricular, óculos de segurança, avental impermeável, calças de brim, camisas de brim, também vamos fornecer novos uniformes para facilitar a identificação dos agentes, como camiseta e bolsa personalizadas”, explica o secretário. De acordo com Jair a secretaria de saúde está elaborando novas estratégias para que o trabalho seja otimizado no município. Para o Secretário o importante é que todos os sarandienses escolham um dia na semana para fazer uma varredura em suas casas, vasculhando objetos e locais que possam acumular água parada. “Por mais que os nossos agentes estejam trabalhando temos que contar com o trabalho da comunidade, com o calor e chuvas constantes, é necessário redobrar os cuidados, não podemos perder mais vidas por causa de um mosquito”, salientou o secretário. 

Com informações:  Assessoria de Comunicação de Sarandi

CONVENÇÃO DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS É DESTAQUE NA FOLHA DE SÃO PAULO


Assembleia de Deus tem disputa 'entre gerações' nesta quinta







Maior denominação evangélica do país, a Assembleia de Deus realiza hoje em Brasília uma megaeleição para escolher a cúpula de sua principal entidade. Participarão aproximadamente 24 mil dos mais de 50 mil pastores da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, a maisÉ o maior pleito de sua história, antecedido por três dias de plenárias e cultos lotados realizados num centro de eventos da capital. Foram necessárias 20 mil cadeiras para comportar o oceano de homens vestidos de terno com suas indefectíveis bíblias. Diante do esgotado sistema hoteleiro de Brasília, boa parte deles acampou em torno do local. tradicional da igreja --fundada em Belém em 1910. Entre os pastores está Marco Feliciano (PSC-SP), chefe da Catedral do Avivamento, deputado e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, acusado de racismo e homofobia. A despeito da atenção recebida por estar no centro de uma onda de protestos há mais de um mês, Feliciano é considerado "peixe pequeno" na complexa política interna da entidade, comandada pelo aliado José Wellington, 78, da Assembleia em São Paulo, desde 1988. Discreto, apoiado pela maior parte dos deputados ligados à denominação e cioso das antigas tradições da Assembleia de Deus, Wellington é tido como favorito para vencer a disputa. Seu concorrente, pela terceira vez, é Samuel Câmara, 56, líder de Belém que se apresenta como um reformador da igreja --quer o uso maciço da TV e o fim da reeleição para o cargo de presidente da convenção. Quem for eleito vai chefiar a entidade pelos próximos quatro anos. A disputa é acompanhada pelos 12,3 milhões de fiéis de diferentes ramos da Assembleia, que representam quase um terço de todos os evangélicos do Brasil. Desde 2000, esse rebanho cresceu 46%.