quinta-feira, 4 de julho de 2013

MÃE É PRESA POR SUSPEITA DE ENTERRAR VIVO FILHO RECÉM NASCIDO



Uma mulher foi presa em flagrante na quarta-feira por suspeita de enterrar vivo o filho recém-nascido em Dom Pedrito (RS), a 346 quilômetros da capital gaúcha. O bebê chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. De acordo com a delegada Marina Machado, uma jovem, de aproximadamente 20 anos, procurou atendimento com sinais de parto recente no hospital da cidade. Ao ser questionada sobre a criança, a mulher se negou a falar. O fato causou estranheza e a delegacia foi informada por telefone. Em seguida, dois policiais foram até a residência da paciente para colher evidência. No local, foi entrado um bebê ainda com vida enterrado no pátio. A criança foi levada para o hospital de Dom Pedrito e após transferida para Bagé, mas não resistiu e morreu por volta das 13h. Segundo a delegada, a mãe do bebê foi presa em flagrante por homicídio qualificado, já que não há indícios de que ela tenha agido sob influência de depressão pós-parto. Ela foi encaminhada ao sistema prisional.

Fonte: terra

PARANÁ: ASSEMBLEIA APROVA REAJUSTE PARA OS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quarta-feira (03), em primeira discussão, um projeto que garante reajuste e equiparação salarial aos professores da rede estadual do Paraná. O texto prevê 0,6% de reajuste retroativo a maio e mais 3,94% em outubro. Com os novos índices, o aumento salarial de 2013 para os professores atingirá 11,35%, cumprindo compromisso do Governo de acompanhar o valor do piso nacional do magistério e com a equiparação salarial em relação aos demais servidores de nível técnico superior do Estado. “É mais uma medida adotada pelo governador Beto Richa para valorizar e melhorar a qualidade da educação no Paraná. Com a aprovação desse projeto, o aumento salarial acumulado dos professores atingirá 50,16% em menos de três anos”, afirmou o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB). O projeto do governo concede 0,6% de aumento retroativo a maio para seguir o piso nacional da categoria e mais 3,94% para antecipar a última parcela da equiparação salarial dos professores, prevista para outubro. Com a equiparação, pela primeira vez na história do magistério estadual, os professores concursados vão ingressar na carreira com salário inicial igual aos demais servidores com nível superior de outras áreas do Executivo estadual.

NO PARANÁ APENAS 31 CIDADES CONTAM COM GUARDA MUNICIPAL

Dos 399 municípios do Paraná, apenas 31 (7,7%) possuem Guarda Municipal, que juntos somam um efetivo de 4010 — 3.452 homens e 558 mulheres. O índice está bem abaixo da médica nacional, onde a Guarda Municipal está presente em 17,8% (993) dos municípios. Em todo o País, 153 guardas municipais usam armas de fogo, entre elas Curitiba, São José dos Pinhais, Araucária, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e Umuarama. Em relação ao último estudo do IBGE, de 2009, mais oito municípios paranaenses ganharam Guarda Municipal. Os dados são do Perfil dos Municípios Brasileiros (MUNI), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quarta-feira (3) que traz um levantamento detalhado da organização das prefeituras, quadro funcional, instrumentos fiscais, políticas de planejamento, oferta de serviços e infraestrutura urbana. Em sua décima edição, a pesquisa investigou todos os 5.565 municípios instalados. A coleta foi realizada entre maio e dezembro de 2012. O Paraná é um dos estados com menor número de cidades com guarda municipal. No Amazonas, 62,9% das cidades tinham guarda municipal no ano passado, ante 56,5% observada em 2009. Em termos de proporção de cidades com esse aparato de segurança, constatou-se, em seguida, Alagoas (42,2%), Bahia (40,8%), Ceará (34,8%) e São Paulo (32,2%). Foi constatado aumento na proporção de guardas municipais em todas as faixas populacionais, exceto na que engloba cidades com mais de 500 mil habitantes. Entre os municípios mais populosos do País, 84,2% tinham guarda municipal em 2012. Antes, em 2009, 87,5% dessas cidades tinham essa instituição Nas cidades de 100 mil a 500 mil habitantes, 64,8% tinham guarda municipal em 2009; essa proporção saltou para 71,2% em 2012. Já do total de municípios com população entre 50 mil e 100 mil habitantes, 47,1% contavam com uma guarda em 2012, ante 38,6% três anos antes. A maior parte (67,9%) dos que entram numa guarda municipal recebe, em média, de um a três salários mínimos. Outros 5,3% recebem de três a cinco salários mínimos em início de carreira. Já 26,1% ganham até um salário mínimo. No Paraná, 94 cidades têm estrutura de segurança pública, 14 delas com secretaria própria, mas a maioria, 67 o órgão de segurança é diretamente ligado ao prefeito.

Fonte Bem Paraná

APÓS IR AO DENTISTA E RETIRAR DENTES JOVEM ACABA MORRENDO

A cozinheira Suely Vita de Oliveira está pedindo ajuda da Polícia Civil para apurar as circunstâncias da morte do filho, Fernando de Oliveira Marques, 23 anos. O rapaz morreu dia 30 de junho, em decorrência de um quadro grave de infecção bacteriana, supostamente ocasionada após uma extração dentária. A cozinheira suspeita que a infecção tenha ocorrido por uma falha da dentista responsável pelo procedimento. Na denúncia registrada na tarde de terça-feira, Suely relatou que o filho procurou atendimento odontológico dia 19 de junho para retirada de dentes do siso. Segundo ela, após o procedimento, a dentista teria receitado um analgésico. No dia seguinte, após reclamar de fortes dores, o rapaz teria ligado para a dentista e foi orientado a retornar à clínica para avaliação. "Como estava com muita dor, ele preferiu ir a um posto de saúde, onde foi medicado com soro e analgésico." Ainda de acordo com a cozinheira, após 3 dias de atendimentos na UPA Zona Norte, Marques passou a apresentar inchaço em todo o rosto, além de quadro infeccioso. Ele foi transferido para o Hospital Universitário (HU). Exames confirmaram que a infecção já havia chegado ao pulmão. Após permanecer em coma induzido, Marques não resistiu. Em nota,a dentista citada pela cozinheira confirmou que Marques se submeteu a procedimento para duas extrações de 3º molar, mas que as extrações foram feitas de forma simples (não cirúrgica) e sem complicações. "O paciente foi devidamente orientado sobre os cuidados pós-operatórios e recebeu o tipo de medicação adequada", diz a dentista, acrescentando estar à disposição das autoridades para esclarecer o ocorrido.

Fonte: O Diário

CÂMARA DE MARINGÁ VOTA NESTA QUINTA-FEIRA PROJETO FICHA LIMPA

Na sessão desta quinta-feira (4), os vereadores da Câmara Municipal de Maringá votarão o projeto Ficha Limpa. Trata-se de uma lei complementar que pretende impedir a nomeação para os cargos e funções públicas de pessoas que não poderiam ter sido eleitas, de acordo com os termos da legislação federal.Em discussão única, será analisado o veto total ao projeto de lei complementar, de autoria dos vereadores, que altera a redação da lei complementar 239/98, dispondo sobre o Regime Jurídico Único dos funcionários públicos de Maringá. Em primeira discussão, está o projeto de autoria da Mesa Executiva, alterando a estrutura orgânico-administrativa da Câmara Municipal de Maringá.

Polícia inicia remoção de presos na delegacia de Maringá

Começou nesta quarta-feira (3) a série de transferências de presos da carceragem da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá programadas pela Secretaria de Estado de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju). Segundo informações da Polícia Civil, 16 homens foram transferidos para a Casa de Custódia de Maringá esta manhã. Até o fim da próxima semana 242 presos (200 homens e 42 mulheres) devem ser transferidos para as penitenciárias de Piraquara, Cruzeiro do Oeste e Maringá. A realocação dos detentos foi definida na ultima sexta-feira (28), durante uma reunião entre autoridades do judiciário no Fórum de Maringá, com o objetivo de desafogar a carceragem de Maringá, que tem capacidade para 84 pessoas e atualmente abriga 384.Segundo o diretor-geral da Seju, Leonildo de Souza Grota, o restante das transferências ainda depende do mutirão da Vara de Execuções Penais, que deve ser realizado na próxima semana a fim de agilizar o julgamento dos presos que se encontram na carceragem. “Esse mutirão garante não só que os presos condenados sejam transferidos para as penitenciárias, como também prevê que alguns deles recebam benefícios, como a progressão de pena para o regime aberto ou semiaberto”, conclui o diretor.