segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Jovem dá à luz e joga bebê no lixo de banheiro em hospital do Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão começou a ouvir, nesta segunda-feira (5), testemunhas sobre o caso de um recém-nascido que foi encontrado na lata do lixo do Hospital Geral de Caxias (364 km de São Luís), na noite do último sábado (3). O bebê está vivo e internado na unidade. Segundo a polícia, a mãe está internada e por isso ainda não foi ouvida. A delegada do 1º Distrito de Caxias, Nayana Chaves, informou que a jovem de 20 anos deu entrada no último sábado alegando estar com dores abdominais e com a menstruação atrasada há três meses. "Após preencher a ficha de atendimento, ela pediu para ir ao banheiro, onde teve o bebê, colocando-o no lixo do banheiro, de cabeça para baixo, camuflando-o com papel higiênico sujo por cima. O bebê nasceu com mais de três quilos", explicou a delegada. O bebê foi encontrado pela zeladora do hospital, que desconfiou após encontrar muito sangue no chão do banheiro. O menino, que passou por exames, foi levado para a Unidade de Tratamento Semi-Intensivo do hospital, mas não corre risco de morte. A delegada informou que vai pedir prisão da mãe até esta terça-feira (6). "Ele será indiciada por tentativa de homicídio ou, se comprovada que ela agiu sob influencia do estado puerperal, indiciado por tentativa de infanticídio". A identidade da mãe foi descoberta após a jovem voltar ao hospital com sangramento e ser internada. A versão apresentada aos funcionários do hospital é que a mãe escondeu a gravidez da família e, ao dar à luz, teria jogado o bebê no lixo para que não fosse descoberta. O Conselho Tutelar de Caxias informou que o caso deverá ser encaminhado à Justiça, que definirá o destino do menino –que pode ser encaminhado para adoção.