segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Namorado da internet dá golpe de R$ 33 mil em mulher de Curitiba, mas foi ela que acabou presa

Uma mulher de 59 anos foi presa em flagrante pela Polícia Militar (PM) depois de partir para cima de familiares e ofender vizinhos na noite deste domingo (25). A motivação disto tudo? Um golpe que levou de um namorado que tinha arranjado na internet. De acordo com a Polícia Militar (PM), na última semana, a mulher depositou R$ 33 mil na conta do namorado virtual que depois disto sumiu. Neste domingo, transtornada com os últimos acontecimentos, ela ameaçou a própria filha com um machado e passou a tacar pedras no telhado das casas vizinhas. A PM chegou ao local e a mulher ficou mais revoltada ainda, desacatando a autoridade. Por este motivo, foi encaminhada ao Centro de Atendimento Integrado ao Cidadão, o Ciac-Sul, onde iria assinar um Termo Circunstanciado e seria liberada, porém, para piorar a sua própria situação, a mulher passou a chamar uma vizinha de ‘macaca’ e foi presa em flagrante por injúria racial. Sem dinheiro, sem namorado e brigada com a família, a mulher parecia não lamentar o fato de ainda estar atrás das grades na manhã desta segunda-feira. Fonte: Banda B

Aldo Santana é o novo presidente da UNISAM


Na foto Mavete, Dr Batista e Aldo Santana

No ultimo final de semana os sarandiense foram às urnas para escolher o novo presidente da União Sarandiense das Associações de Moradores (UNISAM). O mandato é de três anos, duas chapas disputaram o voto dos 57 representantes dos bairros de Sarandi. O novo presidente da Unisam é Aldo Santana, eleito por 38 a 19 votos. 

 Assessoria de Comunicação de Sarandi

PETISTA ASSESSOR DA CASA CIVIL É CONSIDERADO FORAGIDO



A Polícia Civil do Paraná considera foragido o assessor especial da Casa Civil Eduardo André Gaievski, que teve a prisão decretada por suspeita de estupro de vulneráveis. O petista, indicado ao cargo pela ministra Gleisi Hoffmann, foi afastado do cargo no governo federal após VEJA revelar a decisão judicial, em processo que tramita em sigilo. Gaievski é investigadDurante o fim de semana, policiais civis paranaenses estiveram em Brasília e fizeram buscas por Gaievski, sem sucesso. O assessor da ministra Gleisi Hoffmann foi prefeito da cidade de Realeza (PR) entre 2005 e 2013. No governo federal, ele atuava na coordenação de programas importantes, como o de combate ao crack e o projeto de construção de creches. Seu gabinete fica no quarto andar do Palácio do Planalto Gaievski nega as acusações e diz que as denúncias têm motivações políticas.o por oferecer dinheiro a meninas pobres em troca de sexo.