Mala com espigas de milho mobiliza esquadrão anti bombas em Maringá


Foto O Diário de Maringá
De acordo com o Diário, a mala que foi abandonada em uma praça de Maringá e mobilizou a Polícia Militar (PM) devido a uma suspeita de bomba continha apenas uma lata de cerveja vazia e algumas espigas de milho. Na noite de quinta-feira (23), uma equipe técnica do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Curitiba examinou o objeto e constatou que não se tratava de artefato explosivo.A Praça de Todos os Santos, ao lado do Cemitério Municipal, na Avenida Cerro Azul, foi isolada por volta das 13h, após a denúncia de um comerciante que teria visto uma idosa abandonar a mala de cor roxa no gramado por volta das 7h30. A mulher não voltou para buscá-la, e o homem denunciou o caso à PM. A praça e os arredores foram isolados, e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança (Setrans) orientavam o trânsito nas proximidades.De acordo com o chefe de comunicação social da PM, tenente Fábio José Ribeiro, os dois técnicos do Bope, especializados em técnicas de explosivos, chegaram a Maringá por volta das 22h. Com o auxílio de um equipamento de raios-x próprio para identificação de artefatos explosivos, foi constatado que a mala não continha uma bomba. "Diante da denúncia, não podemos colocar em risco integridade física do policial, e que dirá do cidadão. Então, fizemos isolamento do local para agir dentro de um padrão técnico e aceitável. Felizmente, não havia explosivo", diz o tenente. A mala foi levada à sede do 4ª Batalhão, e descartada posteriormente. O local foi liberado em seguida, e os técnicos retornaram à capital ainda na noite de ontem.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse