sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Mala com espigas de milho mobiliza esquadrão anti bombas em Maringá


Foto O Diário de Maringá
De acordo com o Diário, a mala que foi abandonada em uma praça de Maringá e mobilizou a Polícia Militar (PM) devido a uma suspeita de bomba continha apenas uma lata de cerveja vazia e algumas espigas de milho. Na noite de quinta-feira (23), uma equipe técnica do Batalhão de Operações Especiais (Bope) de Curitiba examinou o objeto e constatou que não se tratava de artefato explosivo.A Praça de Todos os Santos, ao lado do Cemitério Municipal, na Avenida Cerro Azul, foi isolada por volta das 13h, após a denúncia de um comerciante que teria visto uma idosa abandonar a mala de cor roxa no gramado por volta das 7h30. A mulher não voltou para buscá-la, e o homem denunciou o caso à PM. A praça e os arredores foram isolados, e agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança (Setrans) orientavam o trânsito nas proximidades.De acordo com o chefe de comunicação social da PM, tenente Fábio José Ribeiro, os dois técnicos do Bope, especializados em técnicas de explosivos, chegaram a Maringá por volta das 22h. Com o auxílio de um equipamento de raios-x próprio para identificação de artefatos explosivos, foi constatado que a mala não continha uma bomba. "Diante da denúncia, não podemos colocar em risco integridade física do policial, e que dirá do cidadão. Então, fizemos isolamento do local para agir dentro de um padrão técnico e aceitável. Felizmente, não havia explosivo", diz o tenente. A mala foi levada à sede do 4ª Batalhão, e descartada posteriormente. O local foi liberado em seguida, e os técnicos retornaram à capital ainda na noite de ontem.

Nenhum comentário: