Justiça proíbe greve de agentes penitenciários

O juiz Edison Macedo Filho ratificou nesta sexta-feira( 26) a liminar concedida em 2013 pelo Tribunal de Justiça para impedir a paralisação de agentes penitenciários no Estado. Ele também ampliou os efeitos da decisão anterior caso a categoria entre em greve. O magistrado justifica que o anúncio da paralisação é uma "recusa ao cumprimento da liminar anteriormente deferida" pelo juiz Rogério Ribas. No despacho, pede a intimação pessoal do presidente do Sindarspen porque há "evidências de ilegalidade na greve". O magistrado autoriza bloqueio de repasse "dos valores descontados dos mensalmente dos agentes penitenciários a título de contribuição sindical" para pagamento da multa de R$ 50 mil por dia, imposta ao sindicato da categoria e solidariamente a seus dirigentes se a paralisação acontecer.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse