Penitenciária tem nova rebelião após 4 dias

Agentes penitenciários estão sendo mantidos como reféns desde o início da manhã desta terça-feira (16) na unidade II da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP II). O motim acontece no mesmo bloco onde detentos se rebelaram na tarde da última sexta-feira (13). A movimentação, conforme a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos,A rebelião teria se iniciado no instante em que o café da manhã era servido. Dois agentes foram rendidos e estão sob domínio dos líderes da rebelião. A Polícia Militar está no local e inicia a negociação com os presos. As exigências dos rebelados ainda são desconhecidas. O Paraná vive uma série de rebeliões desde a registrada na Penitenciária Estadual de Cascavel no último dia 24 de agosto. Cinco presos morreram na ocasião. Os motins se seguiram em Cruzeiro do Oeste e em Piraquara. Em todas agentes penitenciários foram mantidos como reféns. Na segunda-feira (15), em entrevista ao Paraná TV 1º edição, da RPC TV, o governador Beto Richa (PSDB) falou sobre o assunto. Richa disse que os motins estão sendo investigados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, Polícia Civil e Polícia Miliar. "O que acontece no Paraná, não tenho dúvida nenhuma, é algo orquestrado e já pedimos investigação. Não posso dizer se é algo político, momento de eleição, se é uma situação aproveitada por facção criminosa ou alguns presos que têm alguma demanda e exigem transferência para suas cidades de origem. Mas algo está acontecendo, não há dúvida", destacou. O governador prometeu empenho em esclarecer a situação nos presídios paranaenses. atinge duas galerias.



Comentários

As mais visitadas

Jovem morre ao ser atingido por raio

Estudante é levado à delegacia por ato obsceno dentro de biblioteca de universidade, em Maringá

CRM-PR retira indicativo de interdição ética da UPA de Sarandi