quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Homem é suspeito de estuprar enteada com câncer

Um homem, não identificado, foi preso em Apucarana (norte do Paraná) suspeito de estuprar a própria enteada. De acordo com as investigações da Polícia Civil, a menina sofria abusos do padrasto desde quando tinha seis anos de idade. Atualmente, a vítima tem 13 anos. A polícia começou a investigar o caso no dia 17 de setembro, depois de receber uma denúncia da mãe da menina. O suspeito foi detido de forma temporária dois dias depois. "A mãe notou que a filha estava agindo de forma diferente e foi conversar com ela. A menina contou sobre os abusos e a mulher denunciou o caso no mesmo dia. A mãe mostrou-se surpresa e disse que nunca tinha desconfiado de nada", contou na delegada da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, Iane Cardoso do Nascimento. Ainda de acordo com a polícia, a garota teve câncer há alguns anos e continuou a sofrer com os abusos do padrasto mesmo estando doente e em tratamento. "A menina teve leucemia com seis anos e uma recaída quando tinha oito anos. Ela ia para Londrina fazer tratamento, ficava internada por alguns dias, mas, sempre quando voltava para casa, era estuprada pelo padrasto", explicou a delegada. Exames do Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana comprovaram os estupros. A menina também já confirmou os abusos em depoimento à Delegacia da Mulher. "O depoimento da vítima durou mais de cinco horas. Ela contou alguns casos com riquezas de detalhes que impressionam", acrescentou Iane. A vítima vai passar por acompanhamento psicológico. O suspeito está preso no minipresídio de Apucarana, em uma cela específica e isolado dos demais presos. Ele nega as acusações. "O acusado disse que nunca tocou na enteada, mas não foi convincente", observou a delegada. A Polícia Civil de Apucarana pretende concluir as investigações e apresentar denúncia ao Ministério Público (MP) em 30 dias.

Nenhum comentário: