Professor é preso após estuprar aluna de 10 anos

O professor de informática Ivan Carlos de Oliveira César, de 27 anos, foi preso, na tarde de segunda-feira, acusado de estuprar uma aluna de 10 anos, em Itu, no interior paulista. O crime aconteceu na sala de informática do Centro de Educação Madre Teodoro, mantido por uma entidade assistencial que atende menores carentes. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito confessou ter mantido relações sexuais com a criança, mas alegou ter sido com o consentimento dela. Segundo a mãe da menina, ela contou que tinha assistido a um filme com um grupo de alunos e, após a exibição, o professor pediu que ajudasse a levar o material para a sala de informática Quando chegaram ao local, ele a estuprou. A mãe só tomou conhecimento depois que a filha reclamou de dores no órgão genital. A garota é tímida e só revelou o ocorrido depois de muita insistência. Ela foi levada para o Hospital São Camilo. Um exame confirmou o abuso sexual. O suspeito foi preso na rua em que mora. Após passar a noite na Delegacia de Polícia de Itu, ele foi levado para a Cadeia Pública de Pilar do Sul, que recebe acusados de crimes sexuais. A entidade, mantida pela Associação de Instrução Popular e Beneficência, fundada em 1911, é ligada a uma instituição religiosa e atende 260 crianças em situação de risco ou vulnerabilidade social. A direção do centro informou que o professor passou em testes de seleção e era considerado bom funcionário. Ele dava aulas para a garota havia dois anos. O suspeito não tinha antecedentes criminais. Familiares informaram que um advogado irá acompanhar o caso.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse