sábado, 22 de março de 2014

Prefeitura de Sarandi Regulamenta horário das feiras



A Prefeitura Municipal de Sarandi divulga os locais e horários regulamentados para a realização das feiras livres. As quartas feiras na Avenida Barcelona entre as Ruas Pedro Álvares Cabral e Euclides da Cunha, das 5 às 13 horas no Jardim Panorama. Avenida Marangoni com a Avenida Londrina quadra I, das 16 às 21 horas no Jardim Social. As sextas feiras na Avenida das Orquídeas, entre as Ruas das Avencas e das Violetas das 16 às 21 horas, no Jardim Verão. Avenida Barcelona entre as Ruas Pedro Álvares Cabral e Euclides da Cunha das 16 às 21 horas no Jardim Panorama. Aos domingos na Avenida Maringá entre as Ruas José Munhoz e das Hortências das 5 às 13 horas, no centro de Sarandi. Feira do Produtor as quintas feiras na Praça Ipiranga no pátio do salão da igreja matriz Nossa Senhora das Graças, no Centro de Sarandi. 


 Assessoria de Comunicação de Sarandi

Dilma é vaiada de novo e Planalto abafa áudio




Em pré-campanha, a presidente Dilma Rousseff (PT) foi até o Pará e, mais uma vez, foi vaiada. É a segunda vaia em menos de uma semana. Durante seu discurso, trocou “Pará” por “Ceará” e irritou o público que se uniu aos manifestantes em uma sonora vaia. O áudio que deveria conter a íntegra do discurso de Dilma no Pará foi editado. Um corte seco foi realizado para as vaias não vazarem no arquivo. Não é a primeira vez que isso acontece. Em outubro passado, a NBR editou um vídeo para livrar Dilma de uma declaração controversa no Dia das Crianças. A manifestação ocorreu em Belém. Ao ouvir as vaias, a presidente afirmou que respeita “o direito de opinião dos brasileiros”. Apesar da declaração de Rousseff, alguns manifestantes relataram ameaças dos seguranças da Presidência. O tradicional “olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma”, puxado pelos seguranças e funcionários das comitivas para “gerenciar” crises com o público foi usado para tentar “combater” os manifestantes. Mais vaias É segunda vez em menos de uma semana, na região Norte, que Dilma foi vaiada. O primeiro caso foi durante o discurso de entrega das 1788 unidades do “Minha Casa, Minha Vida” em Araguaína, interior do Tocantins. A petista, criticada na abertura do evento pelo tucano Siqueira Campos, governador do Estado, enfrentou a manifestação de moradores contemplados em outro programa habitacional do PT. Eles cobravam equipamentos públicos, como escolas e postos de saúde, prometidos em 2011, mas não entregues até agora. Incomodada com as críticas, Dilma esboçou algumas indiretas ao opositor. Em uma delas, cometeu gafe ao confundir “berço esplêndido” com “berço de ouro”.

Padre suspeito de abuso sexual contra menor é preso

Nesta sexta-feira, 21, a Polícia Militar prendeu um padre suspeito de abuso sexual na cidade de Araguari, Minas Gerais. De acordo com informações da PM, o padre José Maria Pinheiro ofereceu R$ 25 reais para ter uma relação sexualO menor não aceitou e contou o ocorrido à mãe, que prestou queixa na delegacia. De acordo com o boletim de ocorrência, uma testemunha confirmou o caso e o padre foi transferido para um presídio em Uberlândia. José Maria Pinheiro atua na Paróquia São Judas Tadeu, pertencente à Diocese de Uberlândia. Em comunicado, o bispo Dom Paulo Francisco Machado disse que afastou imediatamente o padre de suas funções sacerdotais. O documento declara que a Igreja vai se colocar à disposição da justiça no que for necessário para esclarecer todos os fatos. com um menino de 12 anos.

Fonte: Terra Notícias