segunda-feira, 31 de março de 2014

Professores do Paraná deflagram greve por tempo indeterminado




Os professores da rede estadual de educação do Paraná devem deflagrar no dia 23 de abril, greve por tempo indeterminado. A decisão foi aprovada no sábado (29), durante assembleia da categoria realizada em Curitiba reunindo cerca de mil representantes de 29 núcleos regionais do Sindicato dos TrabalO presidente do núcleo regional de Londrina da APP-Sindicato, Antônio Marcos Rodrigues Gonçalves, disse que a greve foi a medida encontrada pela categoria para tentar forçar o governo do Estado a fazer uma negociação com os professores. "Tivemos uma forte mobilização e paralisação no dia 19. Neste mesmo dia houve uma rodada de negociação, mas terminou sem acordo. Houve resistência do governo que não vê os pontos principais de nossa pauta de reivindicação, como hora-atividade e a resposição salarial", afirmou em entrevista à Rádio Paiquerê AM. A categoria reivindica a aplicação de 1/3 da jornada de trabalho para a hora-atividade; a implantação do Piso Nacional para o professor, que daria um mínimo de reajuste de 8,32%; reajuste do índice do Piso Regional de 7,34% para os funcionários das escolas; pagamento de promoções e progressões em atraso; melhorias na saúde dos servidores públicos, que consideram o atendimento precário. "Estas são as principais reivindicações. Sobre a hora-atividade, temos lei federal e estadual já prevendo que 1/3 é dedicada a isso, mas o governo não vem cumprindo iso. Além disso, há a questão da equiparação com o piso nacional previsto para janeiro deste ano que não vem acontecendo", salientou. Os professores também querem que seja aberto concurso público para a contratação de mais funcionários para as escolas. Para o sindicalista, o quadro funcional das escolas está sendo reduzida a cada ano, com aposentadorias e demissões, sem que sejam repostos estes postos de trabalho. Ele garante que, apesar do estado de greve já deflagrado pela categoria, os professores tentarão forçar novas rodadas de negociações para ver se conseguem algum avanço com o governo do Estado. "Apesar do estado de greve, que é a última alternativa que temos, esperamos ter contrapropostas por parte do Estado às nossas reivindicações. O que não dá é para ficarem sinalizando avanços e, em um momento seguinte, tirarem as conquistas dos trabalhadores, como vem acontecendo constantemente neste governo", enfatizou, citando o caso do piso nacional que foi sancionado em 2008 e que já deveria ter entrado em vigor no Paraná.hadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato).

 Fonte: O Diário Maringá

Cão dá a luz a uma criatura mutante que se assemelha a um ser humano

Entre cinco cães que uma cachorra deu cria, nasceu uma criatura com traços humanos. O que chocou a população da cidade de Umbaúba no estado de Sergipe. A semelhança com ser humano é chocante, inclusive pelos detalhes dos membros. Batizado pelos populares, como “Bebê humano”, o filhote estranho da cadelaOs populares ficaram indagando a causa da formação genética da criatura. Se seria, uma anomalia? Mutação genética ou até o resultado de uma relação sexual da cadela com um homem?, que nasceu morto, tem pés e mãos humanas e ainda o órgão genital masculino.






Fonte: Plantão policial Net