segunda-feira, 26 de maio de 2014

"Não vai ter Copa": manifestantes cercam ônibus em saída da Seleção

Uma manifestação de professores em greve da rede pública chegou até a porta do hotel da seleção brasileira, na manhã desta segunda-feira, próximo ao aeroporto internacional Tom Jobim. Cerca de 200 funcionários protestaram pacificamente contra a realização da Copa do Mundo no Brasil e causaram alvoroço antes e durante a saída da delegação rumo a Teresópolis. Até gritos contra o atacante Neymar, que chegou por volta das 4h (de Brasília), ecoaram no local. - Pode acreditar, educador vale mais do que o Neymar - gritavam. Duas vans com jogadores chegaram durante o protesto. Eles foram vaiados sem nenhum incidente. Na saída dos atletas para a Granja Comary, no entanto, adesivos com a mensagem "não vai ter Copa" foram colados nos vidros do ônibus. Os atletas foram chamados de mercenários. O veículo foi cercado e levou cerca de 30 minutos para conseguir sair do hotel, tendo inclusive de pegar uma rota alternativa para fugir do bloqueio dos manifestantes. Houve uma correria, mas sem registro de algum grande incidente.Cientes da manifestação deste a noite de domingo, a polícia montou um forte esquema de segurança no hotel. Além da presença da PM, com o batalhão de choque, homens da polícia federal também estavam presentes no local. Gritos de guerra chamaram a atenção durante o ato, que iniciou o protesto no aeroporto Galeão. - Da Copa eu abro mão! Quero mais dinheiro para a saúde e educação! Não vai ter Copa - gritavam os manifestantes.








Acusado de estuprar bebê de 2 anos é espancado por populares

Um homem de 38 anos foi espancado por populares durante a noite deste sábado (24), na rua Santa Mônica, no Jardim Ideal, zona leste de Londrina. Segundo informações da Polícia Militar (PM), Claudinei Felipe de Paula é acusado de estuprar o enteado, um bebê de apenas dois anos de idade. A agressão foi seguida do abuso sexual. Ainda de acordo com a PM, a mãe da criança, que é menor de idade, estava ausente quando o estupro aconteceu. Ela só soube do ocorrido quando chegou em casa e contou para os vizinhos. Revoltados, os moradores cercaram Claudinei e o espancaram a socos, pontapés e pauladas, causando graves ferimentos na cabeça e corpo. O seu carro, um Ford Ka, foi incendiado. As ambulâncias do Samu prestaram atendimento e o encaminharam à Santa Casa de Londrina. Ele está internado em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sob escolta policial. O bebê foi levado ao Instituto Médico Legal (IML). O Conselho Tutelar informou que os exames confirmaram o abuso. Ele está internado no Hospital Universitário (HU), onde passou por procedimentos de profilaxia de doenças sexualmente transmissíveis. O quadro de saúde inspira cuidados, sem previsão de alta. O setor de assistência social afirmou que não há risco de morte. A Polícia Civil autuou Claudinei por estupro de vulnerável. Ele será preso assim que receber alta. 

  Fonte: Bonde (Com informações dos repórteres Michelle Aligleri e Paulo Monteiro).

Padre é preso por estupro de vulnerável



O padre Durvalino Rodrigues, de Goioerê, foi preso por policiais civis e militares, por volta das 12 horas deste domingo (25) e encaminhado para a carceragem da 14 DP. Ele é acusado de estupro de vulnerável e já vinha sendo investigado em um inquérito policial, que foi instaurado em fevereiro deste ano, motivado por denuncias de abuso sexual contra uma menina de 10 anos de idade. Durvalino, que estava afastado das funções de padre, foi preso na própria casa, na Avenida Amazonas, Jardim Lindoia, em Goioerê. Os policiais cumpriram um mandado de prisão expedido pela justiça da comarca. Ainda segundo informações, a criança, que não teve a identidade revelada, teria sido ouvida pela justiça e confirmado as suspeitas contra o padre.

Zeca Dirceu exonera assessora presa pela PF por golpe na Caixa



Em nota à imprensa, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) disse que exonerou a secretária parlamentar Lucy Mary Silvestre Esteves, presa na Polícia Federal em Guaíra, e acusada de praticar golpes contra a Caixa Econômica Federal. Em um dos saques, na sexta-feira, Lucy Mary sacou R$ 30 mil de agência do banco em Umuarama. Ela fraudou a assinatura de um juiz numa autorização de saque. "Lucy Esteves, que exercia a função de telefonista há um ano, já foi exonerada. Se a funcionária cometeu ilegalidades, fez fora do escritório e sem o conhecimento da equipe", afirmou o deputado. Para a polícia, Lucy Mary disse que não é a primeira vez que praticou o golpe. Outras informações apontam ainda que a assessora era também responsável pelas finanças do escritório político de Zeca Dirceu em Umuarama. Não é o primeiro assessor de Zeca Dirceu que se envolve com problemas na Justiça. Semanas atrás, seu coordenador político, José Cícero Laurentino, ficou preso por várias dias por atrasar pagamentos de pensão alimentícia.

Partidos aguardam definição do PMDB



Enquanto todos os olhos estão voltados para a convenção estadual do PMDB, no dia 20 de junho, os demais partidos, em sua maioria, deixaram para os últimos dias promover as convenções partidárias, que vão deliberar sobre coligações e à escolha dos candidatos ao governo do Estado, Senado, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. As informações são de Miguel Portela n'O Paraná. De acordo com o TSE, as convenções serão realizadas entre 10 a 30 de junho. O PMDB foi um dos primeiros a marcar a sua convenção estadual no dia 20 de junho em Curitiba. Os delegados vão definir entre candidatura própria ou coligação em apoio à reeleição do governador Beto Richa (PSDB). O PDT, por exemplo, rechaçou a indicação de um vice ao PT e o PP ainda não se manifestou o seu apoio ao governo estadual. Já o PSB realizará a sua convenção estadual nos dias 20 e 21 no Hotel Condor em Curitiba. “Nós decidimos apoiar a reeleição do Beto Richa e essa posição partidária precisa ser votada na convenção. Já comunicamos a Executiva nacional sobre isso e agora vamos aguardar a anuência da nacional e da resposta do PSDB”, afirmou o presidente estadual do PSB, Severino Araújo. Também na majoritária, o PSB pretende indicar o nome do ex-secretário para Assuntos Estratégicos, Édson Casagrande, para ser candidato a primeiro suplente da candidatura de Álvaro Dias ao Senado. A outra hipótese seria Casagrande ser candidato a deputado federal. Na chapa proporcional, o PSB não pretende fazer coligação. “Vamos de “chapa pura” a deputado federal e estadual. Temos vários nomes, mas poderemos lançar apenas 45 candidatos. Queremos dobrar a nossa votação e a nossa representatividade na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa”, afirmou Severino.