sábado, 14 de junho de 2014

Pesquisa Sensus aponta nova queda de Dilma




Pesquisa feita pelo Instituto Sensus mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) sofreu uma nova queda nas intenções de voto. No cenário mais provável, que inclui as candidaturas de partidos nanicos, a presidente caiu de 34% das intenções em abril para 32,2% no levantamento divulgado neste sábado pela revista IstoÉ. Na direção contrária de Dilma, o senador Aécio Neves, presidenciável do PSDB, subiu de 19,9% para 21,5% das intenções. Já Eduardo Campos, do PSB, oscilou negativamente de 8,3% para 7,5%, variação dentro da margem de erro de 1,4 ponto porcentual. No mesmo cenário, o pastor Everaldo Pereira (PSC) se manteve com 2,3% das intenções de voto, Mauro Iasi (PCB) saiu de 0,3% para 1,7%, Eymael (PDC) ficou com os mesmos 0,4% de abril e Levy Fidelix (PRTB) oscilou de 0,1% para 0,2%. Randolfe Rodrigues (PSOL), que retirou ontem seu nome da disputa presidencial em favor de Luciana Genro, oscilou de 1,0% em abril para 0,9%. Brancos, nulos e indecisos caíram de 33,9% para 28,8%. Nas simulações de segundo turno, a diferença entre a presidente Dilma Rousseff e seus potenciais adversários caiu. No cenário com Aécio Neves, o placar fica em 37,8% contra 32,7% do tucano (diferença de 5,1 pontos porcentuais). Em abril, Dilma ganharia de Aécio de 38,6% contra 31,9% (6,7 pontos porcentuais). Quando o oponente de Dilma é Eduardo Campos, a presidente ganharia com 37,5% contra 26,9% (10,6 pontos de diferença). Em abril, o placar era de 39,1% para a petista contra 24,8% do pessebista (14,3 pontos). A pesquisa Sensus, contratada pelo próprio Instituto, foi a campo entre 26 de maio e 4 de junho e ouviu 5000 eleitores em 191 municípios de 24 Estados do País. O levantamento tem nível de confiança estimado de 95% e margem de erro máxima de 1,4 ponto porcentual. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR-00161/2014.


Fonte: Agência Estado

Sarandi: Casas do José Richa são sorteadas

Aconteceu nesta sexta-feira (13) em Sarandi o sorteio das 470 casas do Residencial José Richa, construídas por meio de convenio assinado entre a prefeitura de Sarandi a Companhia de Habitação do Paraná, a Caixa Econômica Federal e a Monolux. As casas foram sorteadas para as pessoas inscritas no programa Federal Minha Casa Minha Vida, a prestação mais baixa será de R$25 a mais alta R$ 80, a renda bruta familiar de R$1.6 mil. Estiveram presentes ao evento, o prefeito municipal Carlos Alberto de Paula Junior, o deputado estadual Dr. Batista, vereadores, secretários municipais, diretores, representantes da Caixa Econômica Federal e demais autoridades. Para o prefeito de Sarandi Carlos Alberto de Paula Junior esta sexta-feira 13 foi dia de muita sorte para as 470 famílias que souberam hoje o seu novo endereço, ele lembrou das dificuldade que estas pessoas vivem gastando o pouco que recebem em alugueis.”Acredito que a maior felicidade das pessoas é ter uma casa digna para criar os seus filhos, é nunca mais ter que ouvir do proprietário que vão ter que se mudar. Eu agradeço a Deus por estar me permitindo realizar o sonho destes sarandienses. 


Nós próximos meses vamos anunciar a construção de mais 220 casas no José Richa, isto significa mais pessoas saindo da lista de espera por moradias em Sarandi”. De Paula anunciou também alem da construção de um Centro de Educação Infantil, com capacidade para atender 180 crianças, a prefeitura vai começar a construção de uma Escola Municipal, no Residencial José Richa. As casas tem previsão de entrega para agosto, mas os novos moradores vão poder visitar suas moradias em 30 dias para fazer uma checagem de todos os itens do imóvel, como encanamentos fiação, aquecimento solar, depois disto assinaram um documento atestando a qualidade da moradia que vai ser entregue. 




Com informações:  Assessoria de Comunicação de Sarandi